É preciso saber valorizar o talento que temos a frente do Natal Luz

Tenho observado os comentários de algumas pessoas, com respeito a permanência, pelo quarto ano consecutivo, do diretor artístico, Edson Erdmann, a frente do Natal Luz de Gramado. Muitos parabenizando a escolha acertada da direção da Gramadotur, poucos criticando a decisão.

O grande problema, ao meu ver, é que as pessoas têm memória curta ou se prendem a um passado que jamais voltará. O que mais escuto é: “na época dos Pecins era diferente”. Sim, mas essa época nunca mais irá voltar. Os tempos são outros, precisamos aceitar a evolução das coisas. Gramado não é mais a mesma cidade do tempo dos Pecins. Na época não existia a exigência de licitações. Os Pecins não fariam o mesmo natal se houvesse a exigência de licitação. Seria impossível!

Quanto a memória curta, quem se lembra dos diretores artísticos que passaram após a saída dos Pecins? Nenhum deu certo, tanto que mudaram. Edson Erdmann é o único que tem permanecido. E permanece, porque? Por medida de economia? Claro que não! Pela capacidade e qualidade técnica dos espetáculos que realiza, juntamente com usa equipe.

É tão difícil elogiar o que está dando certo? Alguns vão falar, mas a decoração do último Natal Luz estava horrível! Concordo, mas você sabia que Edson Erdmann não teve nada a ver com a decoração? Ele só foi responsável por ela no seu primeiro ano, ou seja, em 2015, quando o Natal Luz comemorava 30 anos. Depois disso, quem cuidou da decoração foram outras pessoas.

Este ano é a mesma coisa. Quem assinará a decoração será Cláudia Casagrande, que foi super elogiada, ao ser anunciada. E sem dúvida deverá fazer um trabalho exemplar.

Você lembra do Festival de Cinema que homenageou Tony Ramos, Sônia Braga, entre outros? Foi há dois anos. Muitos disseram que fazia tempo que Gramado não recebia tantos artistas conhecidos no festival, que havia sido o melhor festival, depois de tantos anos. Sabe quem estava a frente da edição daquele ano? Edson Erdmann. No ano seguinte já não foi mais ele quem encabeçou o evento e o que aconteceu? Voltou a ser apático, como nos últimos anos.

E antes que me chamem de puxa saco, deixo aqui o currículo de Edson Erdmann. Conheça um pouco sobre quem ele é. Depois, se você ainda achar que foi uma má escolha o manter por mais um ano, pode vir falar comigo.

Currículo de Edson Erdmann

Edson Erdmann é jornalista e empresário, diretor de TV, cinema e grandes espetáculos. Acumula mais de 30 anos de experiência profissional. Foi professor universitário por 10 anos.

Foi diretor artístico de eventos e de dramaturgia na RBS TV e na TV Globo, por mais de 25 anos, tendo dirigido os principais programas e grandes eventos das duas emissoras, entre eles os 40 e os 50 Anos da TV Globo, Criança Esperança, Amigos, os 450 Anos de São Paulo, Carnaval, entre outros.

Foi indicado ao Emmy Awards em 2005. A partir de 2013, passou a dedicar-se integralmente à Histórias Incríveis Entretenimento. Nos últimos cinco anos, dirigiu os shows da vinda do Papa Francisco ao Brasil, para um público de mais de 3 milhões de pessoas e transmissão para mais de 170 países, incluindo o projeto do maior Flash Mob do Mundo (Guiness Book).

Criou e dirigiu outros grandes projetos, como a reinauguração do Estádio da Copa do Mundo, o Beira Rio, o Acendimento da Pira do Povo nas Olimpíadas, o Festival de Cinema de Gramado e o Show de Agradecimento da CHAPECOENSE para a Bolívia e o Mundo. Pelo quarto ano consecutivo, dirige o sucesso nacional do Natal Luz de Gramado.

Ta bom pra você?

 

Um comentário em “É preciso saber valorizar o talento que temos a frente do Natal Luz

  • 5 de março de 2018 em 7:20 pm
    Permalink

    Importante este reconhecimento da capacidade e preparo do Sr. Edson. O seu currículo já revela de imediato o quanto é importante que ele se mantenha à frente do Natal Luz. Morador de Gramado entendo que esta decisão só terá benefícios para Gramado.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *