Gramado começa a matar sua galinha dos ovos de ouro? Mídia nacional destaca pontos negativos da cidade

O que todos os gramadenses temiam começa a acontecer. A mídia nacional despertou para os pontos negativos de Gramado e já começa a propagá-los para o Brasil. A seção de notícias “Estilo de vida”, do site MSN, publicou nesta segunda-feira (24), uma matéria, do jornalista Eduardo Vessoni, destacando diversos fatores negativos da cidade.

O jornalista intitulou sua matéria da seguinte forma: “Cinco roubadas que você deve evitar em Gramado, na Serra Gaúcha”. No texto, ele detona o chocolate gramadense, museus, parque de neve, exploração ao turista e o trânsito. Está na hora de Gramado repensar como trata o turista que a visita. Está mais do que na hora de repensar suas atrações e de parar de cobrar preços exorbitantes dos visitantes, caso contrário, corremos o risco de não termos mais visitantes. No final, o jornalista ironiza e afirma que “o melhor de Gramado é Canela”.

Veja abaixo a matéria na íntegra e, no final, confira o link do texto original.

“Recebi olhares tortos quando anunciei, entre amigos, que meu próximo destino seria Gramado.

Uma jornalista de Porto Alegre não demorou em dizer “Bah, Gramado é o Projac da Serra Gaúcha”, em referência à cenografia de casas de estilo alpino e à sequência de lojinhas boutique da avenida principal.

Com uma estrutura capaz de envergonhar outros endereços turísticos do país, Gramado é um dos destinos nacionais mais procurados por brasileiros e até levou, recentemente, o título de melhor destino do Brasil, naquelas votações virtuais feitas por internautas.

Não que a cidade precise ser riscada da sua lista de viagens, mas ver um grupo de brasileiros carentes de neve, entocados numa construção fechada que imita uma estação de esqui, com um sol a pino do lado de fora, em pleno mês de março, foi uma das experiências mais deprimentes que senti em viagens.

O dia azulado lá fora, no meio da manhã, já passava dos 26 graus. Mas a senhora metida em um pesado macacão azulado tentava aquecer as mãos sob o par de luvas que segurava uma xícara de um (ralo) chocolate quente que, na época, era vendido por R$ 14, em um quiosque com neve cenográfica no telhado, em um cenário que eles juram que é a réplica de um vilarejo alpino.

Até vinho tinto descia melhor naquele dia de sol forte, na última semana de verão gaúcho. Se existisse, San Carlos de Bariloche se reviraria no caixão.

Como todo destino popular, Gramado também tem suas roubadas (e cada uma delas pode ser evitada para garantir uma viagem menos traumática):

Trânsito caótico

Tem que querer muito para trocar a engarrafada São Paulo e repetir o erro em Gramado, em plena temporada de férias.

Com atrações dispersas, ao longo da via que liga Gramado e a vizinha Canela, o destino mais famoso da Serra Gaúcha exige um carro (e muita paciência) para quem quer explorar ruas estreitas que se entopem de motoristas indisciplinados que engrossam filas inertes, nas saídas das atrações.

A população temporária de Gramado parece programada para fazer as mesmas atividades, nos mesmos horários. Todo mundo quer comer no mesmo restaurante, visitar o mesmo museu e fazer compras na mesma lojinha.

Sem falar nas modeletes que circulam pela avenida Borges de Medeiros, metidas em roupas,  como se estivessem na Bahnhofstrasse de Zurique (essa, sim, suíça e com serviços à altura).

E para não se sentir na 25 de Março, em semana de datas comerciais comemorativas, evite a cidade em época de Páscoa ou pré-Natal (dizem que a população local se multiplica como coelhos ou ajudantes de Papai Noel).

Chocolate indigesto

Tô bem longe de ser especialista em chocolates, mas, logo na primeira mordida, a gente sabe a diferença entre barras doces feitas com generosas doses de açúcar e as feitas com cacau.

Os chocolates dali são lindos e tem até uns em forma de Kikito do Festival de Cinema de Gramado. Mas a experiência é desastrosa: um pedaço pesado e açucarado que se esconde sob embrulhos caprichados com lacinhos e filme plástico (!).

E as propostas por ali são ousadas. Endereços de quase 30 fábricas de chocolate, Gramado vê tramitar um projeto que lhe daria o título de Indicação de Procedência, selo que garante a procedência geográfica de um determinado produto.

Chocolate bom mesmo é aquele (não-comestível) que fica em exposição no Mundo do Chocolate, um espaço de 3 mil m² que abriga réplicas de monumentos do mundo esculpidos com chocolate.

Aliás, não tem destino brasileiro com tanto talento para inventar museu como Gramado.

Museus de nada

Enquanto Canela, a sete quilômetros dali, sabe aproveitar o que a região tem de melhor (de graça, natural e ao ar livre), Gramado se esconde em ambientes fechados que, em nenhum momento, lembra a geografia única da Serra Gaúcha.

Em Gramado, tem museu de monumentos mundiais em miniatura, de motos, de carros esportivos (onde você dirige uma Ferrari modelo 458 por R$ 799, já com o descontinho de 10%), de automóveis clássicos, de cera (com versões constrangedoras de bonecos que podem ser vistos a R$ 65 por pessoa) e tem até museu de dinossauro (!!!) com versões de bichos que se movimentam com a mesma habilidade animatrônica das séries dos anos 70.

Segundo regras internacionais, um museu é uma instituição sem fins lucrativos que conserva, investiga e interpreta coleções de valores histórico, artístico, científico ou de qualquer outra natureza cultural, “a serviço da sociedade e de seu desenvolvimento”.

Mas por ali não tem essa de “sem fins lucrativos” e “coleções de valores histórico e artístico”. O passaporte para visitar cinco museus de um mesmo grupo custa, por exemplo, quase R$ 150 por pessoa (mas eles parcelam em seis vezes, fica tranquilo).

Sequência de fondue

Não queremos dizer que mergulhar um pão italiano em uma panelinha de queijo fumegante não seja um ato digno para noites de frio.

Mas pagar quase R$140 por pessoa para comer uma sequência de fondue em ambientes escuros que tentam dar clima romântico, com trilha sonora tirada de elevador, é uma das maiores roubadas do destino.

No meu caso, a casa era tão mal iluminada que eu não conseguia distinguir se o que vinha nos potinhos era banana, melão ou marshmallow.

Tem também as carnes, servidas à vontade e com o acompanhamento de molhos tão diversos que a gente já nem sabe o sabor de cada um.

Neve artificial

Eles juram que o local tem clima europeu. A gente só não conseguiu ver onde, naquela mal sucedida mistura de Frozen com Holiday on Ice.

Sem essa de que o local é perfeito para quem nunca viu neve.

Gramado não é Bariloche (nem qualquer outro lugar do mundo com condições naturais para nevar) e se você quer ver mesmo um cenário nevado, Gramado, definitivamente, não é o seu destino.

Os funcionários são mal-humorados, beirando à indisposição grosseira, e as atrações se resumem a atividades sobre um terreno com neve artificial, rodeada por lojinhas boutiques que comercializam produtos três vezes mais caros do que em qualquer outro centro de compras de uma capital brasileira.

Os preços também são elevados. Na alta temporada, que começou em junho, o passaporte saía por R$ 169 por cabeça (e sem direito às atrações mais interessantes do local).

Só para terminar

E uma última dica: depois das 11 da noite, Gramado fica tão agitada quanto uma cidade cenográfica do Projac, depois de um dia de gravação.

No final da viagem, a gente descobre que o melhor de Gramado é Canela”.

Link da matéria original: http://www.msn.com/pt-br/viagem/noticias/cinco-roubadas-que-voc%C3%AA-deve-evitar-em-gramado-na-serra-ga%C3%BAcha/ar-AAoK6V5?li=AA5afP&ocid=spartanntp

208 comentários em “Gramado começa a matar sua galinha dos ovos de ouro? Mídia nacional destaca pontos negativos da cidade

  • 2 de janeiro de 2018 em 12:02 pm
    Permalink

    Sou turista primeira vez em Gramado.
    Concordo plenamente com o autor da matéria.
    Tudo extremamente caro, depois das 23h acaba a cidade, trânsito ruim e falta de opções comerciais.
    Onde estão os mercados, casas de shows, restaurantes com comidas normais, padarias, confeitarias, lojas de eletrônicos, bares?
    Gramado se resumiu a museus caros, chocolate caro, found caro, galeto caro.
    Coloquem sinaleiros nessas ruas pedestres e condutores agradecem.
    Abram o comércio para haver diversificação e o turista possa viver fora deste universo narniano.

    Resposta
  • 29 de outubro de 2017 em 2:18 pm
    Permalink

    Fomos ontem, (28/10/2017). UM horror, pior show de todos os tempos, e isso que já fui a vários. Amadorismo total, atores com roupas (acho que emprestadas) porque fora do corpo (maiores), Nenhum atratividade, tema básico, músicas básicas de Natal (americanas)…. A coreografia amadora, já vi alunos do ensino fundamental fazerem melhor….etc..etc… Por respeito ao público, no mínimo deveriam devolver o ingresso (que custou muito caro). Saimos antes de terminar, assim como outras pessoas, era intragável. Uma pena, fomos com uma expectativa e ficamos frustados. Não pretendo voltar mais…..

    Resposta
  • 19 de agosto de 2017 em 9:10 pm
    Permalink

    Inveja completa da parte de quem redigiu a matéria. Se Gramado é o que é, é em virtude da competência de seu povo, que não espera do governa, faz acontecer, Gramado deixou de ser uma simples cidade pequena do interior, para se transformar no terceiro maior destino turístico do Brasil, sede dos maiores festivais, seja de Cinema, seja de Natal, seja de Publicidade; Gramado já foi cenário de várias novelas e ao contrário do que dizem, neva sim e bastante em certos anos, no último dia 17/07 nevou em flocos e a temperatura máxima da cidade não passou dos 3°C com sensação negativa, coisa que JAMAIS aconteceria em Campos do Jordão ou Monte Verde ou Petrópolis. Aliás, é muito mais fácil nevar nas praias gaúchas do que em Campos do Jordão. O inverno de Gramado, m dias de advecção polar, varia de -2/0°C a 2/3°C com vento gelado o dia todo.
    Claro que Gramado não tem os vales que Canela tem, não tem os maiores canyons que Cambará do Sul tem, não tem os extensos parreirais que Bento tem, não tem o charme alemão de Nova Petrópolis ou Feliz, mas tem o glamour de uma cidade bem planejada, de uma cidade com vastas opções de entretenimento, de uma cidade que cresceu por conta própria (em não muito tempo, Canela e nova Petrópolis serão iguais).

    Opinião própria: Gramado é um cenário deslumbrante em meio a uma região europeia tanto no clima quanto na colonização, uma área única no Brasil que melhor representaria o país no exterior. Já Campos do Jordão é também um cenário, mas no meio de uma favelona, com todo respeito.

    Resposta
  • 16 de agosto de 2017 em 12:14 am
    Permalink

    Nossa, nunca pensei que podesse ler tanta coisa ruim de um lugar que amei do fundo do coração. É um lugar que voltarei com certeza! Fui no início de junho, clima frio, pessoas super educadas, ruas vazias pra andar de carro ou a pé, e com vaga pra estacionar em frente a igreja de São Pedro. É isso, a cidade é linda e tem tudo pra continuar recebendo os milhares de turistas nas épocas festivas. Não me arrisco a ir em alta temporada, gosto de conforto e nada de filas.

    Resposta
  • 15 de agosto de 2017 em 1:33 pm
    Permalink

    Me estabeleci em Gramado em 1977. Casas de Madeira no centro. Só veranistas. Mas acolhedora e a gente conhecia as pessoas de bem. No Café Cacique o point da cidade, as novidades inundavam os ouvidos dos mais atentos.
    Trabalhei no Jornal O Panorama e, mais tarde, a convite do Mica, do Vinicius e do Horst, ajudei na fundação do Jornal de Gramado em sua primeira fase. E, claro me esforcei para que a Rádio Excelsior surgisse como o maior meio de comunicação com as pessoas de baixa renda.
    Foram anos dificeis, pois exerci existia apenas um jornalista na cidaded no período de 1977 à 1982.
    Mas o pessoal de Gramado, soube com vigor construir centros de convenções e realizar eventos tecnicos. Criar eventos festivos para se somar ao Festival do Cinema que já existia da mesma forma que o Festival Mundial de Publicidade.
    Não preciso falar muito porque os verdadeiros gramadenses conhecem como foi vencido o desafio de tornar a cidade, uma das mais conhecidas, nacional e internacionalmente.
    Dizer, ainda, que cidades turísticas sempre cobram os preços de acordo com o bolso do turista.
    Gramado, nesses 30 anos que vivi na cidade só teve dois prefeitos o Pedro Bertolucci e o Nelson Dinnebier que muito bem souberam administrar o municipio e conquistar espaços. Abraço forte a todos quantos me apoiaram e também aos não simpatizam com minha maneira indepedente de trabalhar. Mas na comunicação social social ha 49 anos posso falar que niguem agrada a todos e, portanto, os descontentes que sigam em frente para os seus devaneios.
    Obrigado Gramado!!!

    Resposta
  • 29 de julho de 2017 em 10:18 pm
    Permalink

    Será que este “cara” que escreveu a matéria é jornalista mesmo? Ou será que foi bem pago para dizer o que disse? Conheço Gramado, lá já estive com a família inúmeras vezes e posso assegurar que NUNCA vi funcionário algum mau humorado e também nunca fui mal tratado por ninguém. Pois bem, a experiência diz que você recebe o tratamento da mesma maneira que trata as pessoas, daí é perfeitamente possível compreender a escrita do “jornalista”! A propósito, o “jornalista” poderia citar outra cidade do mundo que possui Natal Luz semelhante ao de Gramado?

    Resposta
  • 29 de julho de 2017 em 1:46 am
    Permalink

    Só vejo idiota se doendo com a verdade. No mínimo voces que estao se doendo sao os empresarios que tiram o couro dos funcionarios de segunda a segunda, aquele mesmo funcionario que nao tem outra alternativa a nao ser ter um carro pra ir trabalhar, pq transporte publico nao existe, e ele mora tao longe, ja que um aluguem inicia em R$ 1500 que precisa ir km de distancia de onde trabalha (ou ate mora em canela) pra tentar pagar as contas enquanto o patrao ta la ferrando a vida dele, fazendo trabalhar como um burro de carga pra agradar turistas, que espero deus estejam abrindo os olhos pra esse circo que virou gramado, transito caotico, incompetente, uma pahaçada a ceu aberto, museus de nada realmente, que tu se sente enganado, paga uma fortuna por tudo pra nao ter nada de bom em troca. Gramado é um embuste

    Resposta
    • 28 de novembro de 2017 em 5:37 pm
      Permalink

      SIM..É UM EMBUSTE. ESSE NATAL LUZ NÃO É NADA DE NADA. UM CIRCO COM AMADORES.

      Resposta
  • 28 de julho de 2017 em 10:04 pm
    Permalink

    Vou para gramado há 20 anos , já fui em várias estações do ano e volto sempre para rever essa cidade linda ! Se é caro ou não , não é o caso pois é uma cidade turística e é igual no mundo todo !
    Pessoas desagradáveis nunca vi e olha q conheço muita gente por lá ! Atendimento notável sempre , comida excelente!
    Se tem neve artificial pra diversão em um galpão fechado , vc entra se quiser, ninguém obriga ! Pode ficar no sol de 26 graus no lado de fora se quiser !
    A sequência de foundi é excelente e cara , como em qualquer restaurante no brasil desse estilo ! Se as pessoas ficam vestidas de forma elegante e estão te incomodando, é vc q está errado !
    Se liga e vai cuidar desse mal humor ! Deve ser depressão ou similar , gramado é maravilhoso ! Sempre ! Espero voltar lá mais vezes e curti td novamente ! Esse jornalista devia se apaixonar, ia ficar menos irritado !

    Resposta
  • 28 de julho de 2017 em 5:41 pm
    Permalink

    Foi em Canela que conheci um dos museus mais bonitos que já fui no mundo…o Museu da Moda, simplesmente Sensacional, de primeiro mundo…vale e muito a pena conhecer!!! Aliás nisso vc estava certo, os passeios que mais gostei, estavam em Canela!!

    Resposta
  • 28 de julho de 2017 em 5:01 pm
    Permalink

    Gostaria de saber o que eles falam de outros pontos turísticos no Brasil. Ainda amo visitar Gramado. Cidade limpa, que atende bem os turistas, variedade de restaurantes,…adoro Gramado. Estou em Buzios e isto aqui sim é explorar turista. Os restaurantes são carissimos, Ruas sujas, tudo é muito caro. Trânsito mal educado. Os motoristas param e largam o carro em qualquer lugar.

    Resposta
  • 28 de julho de 2017 em 12:30 am
    Permalink

    Esse jornalista não tem noção do que fala. Parei de ler quando comparou o trânsito de Gramado com o de São Paulo. Gramado e Canela fazem parte de um único cenário, muito belo por sinal. infeliz comparação.

    Resposta
  • 27 de julho de 2017 em 10:29 pm
    Permalink

    O cara tem 167 seguidores e a opinião (?) dele virou mídia nacional? Fala sério! Uma cidade que recebe 8 milhões de turistas por ano!
    Quem é Eduardo Vessoni?

    Resposta
    • 27 de julho de 2017 em 10:59 pm
      Permalink

      Amei sua colocação e me desculpe a expressão esse cara é um b…

      Resposta
    • 29 de julho de 2017 em 1:19 am
      Permalink

      A verdade doeu em ti neh Leonardo?

      Resposta
  • 27 de julho de 2017 em 6:37 pm
    Permalink

    Talvez o jornalista não tenha visitado e/ou pesquisado os locais antes de ir. Conheço Gramado e sei que não é da forma como ele escreveu. Mas me incomoda demais ler comentários de uma ” elite ” provinciana e babaca, que até na área de comentários de um artigo quer deixar claro que tem ” poder aquisitivo ” maior que os demais… que dó de gente assim!

    Resposta
    • 29 de julho de 2017 em 1:22 am
      Permalink

      Gramado é cidade de verniz, uma bosta que so te tira dinheiro

      Resposta
      • 28 de novembro de 2017 em 5:39 pm
        Permalink

        SIM..É UM EMBUSTE. ESSE NATAL LUZ NÃO É NADA DE NADA. UM CIRCO COM AMADORES.

        Resposta
      • 16 de novembro de 2017 em 2:40 pm
        Permalink

        Acho que o cara é ruim da cabeça ou doente do pé. …
        Já fui aos melhores shows de Natal em Orlando, Nova York. …Será que ele já foi? E garanto há apresentações belíssimas no Natal Luz, que não perde para os 100 participantes que encenam o Natal na Florida…..Kiki km
        Tá mal de grana para não pagar 140…Por uma sequência de found /

        Resposta
  • 27 de julho de 2017 em 10:04 am
    Permalink

    Kkk…esse jornalista é uma piada mesmo! Me mudei pra Gramado recentemente e transferi meu negócio pra cá tb….melhor decisão da minha vida! Ele falou da segurança que é viver aqui? Das oportunidades que surgem aqui? Da mudança de comportamento das pessoas em pararem na faixa de pedestres? Não…só criticou! Pergunto! Aonde ele mora, oferece tudo isso que Gramado oferece? Provavelmente sua cidade possui beeem mais pontos negativos do que Gramado! Correto, algumas coisas são questionáveis sim, concordo! Valores excessivos em determinadas épocas?…sim, tb concordo! Trânsito abarrotado?….sim, bem complicado! Mas isso não é o dia inteiro não, somente em épocas festivas e feriados meu amigo!!! São Paulo é assim? Porto Alegre é assim? Claro que são cidades beeem maiores…mas não comportam mais! Gramado e gostoso e lindo de viver! Fique um mês aqui no período norma e verás…vai engolir muita destas asneiras que disse!
    Saio do trabalho as 20h e caminho seguramente até meu carro…às vezes até mudo a rota pra poder andar mais pela cidade…pessoas bem vestidas, sorridentes, despreocupadas…quer coisa melhor ??
    Bom, talvez este jornalista não dê a mínima bola pra alguns de nossos comentários, mas fiz o que achei que deveria…liberdade de expressão!!

    Resposta
    • 27 de julho de 2017 em 10:30 pm
      Permalink

      O cara está acostumado a ir nas férias na praia grande no litoral paulista e quando vai em uma cidade organizada, sem violência e onde o pedestre é respeitado, acha que está tudo errado.
      Só não vou morar em gramado Pq financeiramente é inviável.

      Resposta
    • 27 de julho de 2017 em 11:01 pm
      Permalink

      Parabéns pelas colocações! Gramado étudo de melhor, morei aí por 6 anos e estou retornando esse ano para passar o resto de minha vida.

      Resposta
    • 28 de julho de 2017 em 6:41 am
      Permalink

      A comentarista confirma tudo que o jornalista falou. Pra empreendedor, que precisa ganhar a vida, provavelmente seja o lugar. A maioria dos que visitam Gramado não o faz senão em época de férias e dias festivos. Preços exorbitantes, é pouco!

      Resposta
    • 30 de julho de 2017 em 10:34 am
      Permalink

      Exatamente! Não moro na Serra, mas visito o local pelo menos uma vez ao ano há mais de 25 anos.
      Se eu pudesse estaria lá pelos menos uma vez por mes!

      Resposta
    • 16 de agosto de 2017 em 12:22 am
      Permalink

      Amei seu comentário. Fui no início de Junho e fiquei apaixonada! Moro no RJ e ja podes imaginar a depressão pós Gramado. Infelizmente não tenho como me mudar pra essa cidade.

      Resposta
  • 27 de julho de 2017 em 8:53 am
    Permalink

    a cidade é linda, mas bem fake, cheia de “museus” fakes. Aquilo nem deveria chamar museu…
    Fui extremamente mal tratada num dito “museu” chamado de Museu Medieval, péssimo, não tem nada de medieval, é de um proprietário arrogante que não sabe nada de história, mas finge ser o sabichão, sem educação e muito grosso, quer te enfiar umas bizarrices que ele pega na internet de brasões falsos de famílias com genealogias sem fundamento nenhum e menos ainda qualquer coisa de medieval. E olha que sou professora universitária de História Medieval!
    De resto: chocolates iguais os de todo lugar!!!!
    Preços absurdos e casas muito bonitas, mas tudo moderno e alto padrão!
    Lindo na serra é Bento Gonçalves, Garibaldi, Nova Petrópolis, a beleza natural de Canela…. Gramado é fake demais!

    Resposta
  • 27 de julho de 2017 em 3:54 am
    Permalink

    Muito boa matéria, desmascarando essas cidades fantasiosas que exploram $ seus visitantes, Gramado se quer tem turismo sustentável sem depender de Canela.

    Resposta
  • 26 de julho de 2017 em 9:02 pm
    Permalink

    Já imaginava. Principalmente no que diz respeito à atmosfera fake e ao chocolate ruim estilo brasileiro-mega-doce. Já experimentei os “famosos” chocolates de Gramado, e os achei insuportavelmente ruins. Barras de açúcar onde o cacau quase inexiste.

    Resposta
    • 29 de julho de 2017 em 1:23 am
      Permalink

      Sobre o chocolate, tu experimentou marca vagabunda.

      Resposta
  • 26 de julho de 2017 em 8:34 pm
    Permalink

    Deixo aqui só uma frase e da mesma forma como ele terminou o texto: ” o melhor deste contexto, são os comentários”. Amo a alma da Serra Gaúcha. Quando se vai visitá-la é melhor sentir o faz de conta dos lugares por onde se passeia.

    Resposta
  • 26 de julho de 2017 em 8:34 pm
    Permalink

    OK, CONCORDO QUE PARECE SR UMA REPORTAGEM ARMADA. MAS SÓ VI GENTE XINGANDO. niNGUÉM ARGUMENTOU CONTRA AS CRÍTICAS DELE!!! SÓ FALAM XINGAMENTOS PESSOAIS… ISSO NÃO É ARGUMENTO. AS VEZS É INTERESSANTE REPENSAR UMA COMIDA QUE CUSTA R$140,00, REPENSAR UM MUSEU QUE NADA TEM COM MESMO VALOR, O TRÂNSITO SIIIIIMMMMM É HORRÍVEL! REPENSAR A QUALIDADE DO CHOCOLATE, SERÁ QUE É CACAU MESMO, SERÁ QEU NÃO ANDAM MUDANDO A QUALIDADE EM TROCA DE MAIS LUCRO???? APRENDAM COM AS CRÍTICAS, SOU GAÚCHO E O RS NÃO É MAIS O MESMO HÁ DÉCADAS… PENSEM, UM DIA PODE SER TARDE!!!

    Resposta
  • 26 de julho de 2017 em 8:02 pm
    Permalink

    Concordo com preços de gramado, mas tem também preços muito bons, só saber procurar. Como muito bem fundue por 70 reais no melhor restaurante de lá. Brasileiro vira lata. Lá na Suíça tu pode usar roupas bonitas..mas aqui..tem que ser calcão e havaiana..porque estamos no brasil.. vergonha de ti meu rapaz..gastou um texto pra isso. (isso que nem li tudo)

    Resposta
  • 26 de julho de 2017 em 8:01 pm
    Permalink

    Eduardo Vessoni é um dos jornalistas que mais admiro hoje. Escreve para os mais importantes veículos do país, premiado, curioso e altamente produtivo. Não é um blogueiro, é um jornalista. Viaja o mundo a convite de governos, agências, grandes marcas. MSN é um dos principais portais. E a experiência foi ele quem viveu. E Sim, é muito caro, fantasioso. Não é uma experiência autêntica, original.

    Resposta
  • 26 de julho de 2017 em 7:16 pm
    Permalink

    Me arrepedi bastante a última vez que estive na cidade. O nível das pessoas que visitavam a cidade na ocasião me deixou horrorizado. Muita gente mau educada, fazendo com que o serviço de limpeza e organização do trânsito se tornasse impraticável passear. Sempre gostei de passar os festejos natalinos em Gramado, mas já comuniquei aos meus familiares, que devemos começar a procurar outro lugar. O lugar continua muito bonito, mas a fome e ganância de ganhar dinheiro com o turismo, está fazendo ao contrário, as pessoas com uma situação financeira melhor e mais educação estão fugindo da cidade. Canela não demora fica igual.

    Resposta
    • 27 de julho de 2017 em 9:38 pm
      Permalink

      lugar bom que eu fui e vou voltar lá chama-se treze tílias sc respira muita cultura austríaca e italiano

      Resposta
      • 28 de julho de 2017 em 8:15 am
        Permalink

        Exatamente! Temos que nos atualizar e começar a fugir do trivial. Existem muitos outros lugares lindos e maravilhosos aqui no Sul.

        Resposta
      • 28 de julho de 2017 em 8:28 am
        Permalink

        Estive Gramado em setembro de 2016 e fiquei encantada com o respeito no trânsito, com aqueles que atravessam na faixa de pedestres das pessoas que nos atenderam (muito bem) em todos os locais que fomos. As cidades de Canela e Gramado são lindas
        Quanto ao preço de mercadorias e utensílios realmente é abusivo
        O chocolate, realmente não é gostoso
        Mas eu adorei passear e conversar com os locais

        Resposta
  • 26 de julho de 2017 em 6:09 pm
    Permalink

    Um sujeito que quer ver neve em março pode ser levado a sério?

    Resposta
    • 29 de julho de 2017 em 1:24 am
      Permalink

      Se a cidade vende isso, ela tem que entregar.

      Resposta
  • 26 de julho de 2017 em 6:08 pm
    Permalink

    Um sujeito que ver ver neve em março pode ser levado a sério?

    Resposta
  • 26 de julho de 2017 em 5:05 pm
    Permalink

    Gramado,não é pra PÉ RAPADO. Quanto mais caro… menos turista enchedor de linguiça. Se não cabe no teu bolso vai pra Cidreira,pinhal…..

    Resposta
    • 27 de julho de 2017 em 12:53 pm
      Permalink

      Será que esse tipo é gente que vai sustentar o turismo e Gramado, o que tem édegrana, falta de educação e bom s gosto. Por isso Gramado está decadente.

      Resposta
    • 29 de julho de 2017 em 1:25 am
      Permalink

      Cidade é uma cidade de murrinha, principalmente que nem tu. Lota de retardado andando de carro devagarziho e parando em qualquer lugar. É uma cidade bosta, que vive de explorar turista troxa que nem tu, que toma no bunda e sorri

      Resposta
  • 26 de julho de 2017 em 4:12 pm
    Permalink

    O negócio funciona assim:
    Você vai uma vez pra conhecer o lugar, se dor explorado e maltratado nunca mais volta lá. Além do mais ainda faz propaganda negativa.
    Se liguem Gramadense.

    Resposta
  • 26 de julho de 2017 em 2:36 pm
    Permalink

    O TURISMO E O TURISTA BRASILEIRO.
    Realmente esse cara tem alguma razão, mas está longe de, como jornalista, dar a real noção de “o que é Gramado”. Até parece que o cara esteve na cidade com a intenção de fazer essa coluna, com esse conteúdo. Se você for para Gramado pensando em “roubadas” te dou várias dicas, mas, se quiser se divertir e ver coisas que só a região tem no Brasil, tenho muitas dicas também. Se você quiser algumas dicas similares de Florianópolis, cidade que gosto muito, também tenho. Então, se os lugares ruins sobrevivem em Gramado, Florianópolis e outros lugares do Brasil e do mundo, deve ser pelo gosto, tanto dos turistas como dos jornalistas.

    Resposta
    • 29 de julho de 2017 em 1:25 am
      Permalink

      Gramado é uma mentira, pergunta pra quem mora como é horrivel viver aqui e impossivel sair pq nao se ganha grana pra isso.

      Resposta
  • 26 de julho de 2017 em 1:59 pm
    Permalink

    Ridículo essa crítica a Gramado. Quando a pessoa está a fadada a procurar as falhas… ela sempre encontra, pois nada eh perfeito. Acho equivocado um jornalista que por ética necessita ser imparcial destacar apenas as imperfeições da cidade e joga-la no lixo por isso. Até pq as atrações da cidade estão diretamente relacionadas com as condições climáticas da época. Existem opções. É só procurar.
    Ademais… é óbvio que existem muitos outros destinos interessantes no RS a serem visitados e valorizados. Mas não eh necessário desmerecer a cidade de Gramado para isso. O custo é alto? é sim… mas ele é proporcional ao projeto de cidade ao qual Gramado se propõe a ser. Não tem dinheiro para ir? Vá a lugares mais acessíveis que também são bonitos e oneram menos.

    Resposta
  • 26 de julho de 2017 em 1:41 pm
    Permalink

    Ainda nao conheço Gramado mas pretendo conhece. Acho que esse jornalista tava de TPM quando escreveu isso. Totalamente desnecessario…teria que responder por essas acusações…

    Resposta
    • 29 de julho de 2017 em 1:26 am
      Permalink

      Amigao, ele ta certissimo, qdo tu vier, vai perceber que devia ter ouvido ele.

      Resposta
  • 26 de julho de 2017 em 11:04 am
    Permalink

    Eu acho que essa pessoa que escreveu a matéria , deve ser um jornalista que não tem o que fazer, infelizmente ainda existem pessoas que se acham acima de tudo.Gramado é uma cidade maravilhosa , com atrativos mil, estou acostumada a ir todo ano passear e cada vez que volto lá , vejo coisas diferentes. Fiz muitas amizades e o povo é muito gentil , ao contrário do que disse esse cidadão que nem conheço e que deve ser um jornalista que não tem o que escrever. Quanto aos preços das atrações que a cidade oferece e das comidas, vai pra lá quem pode pagar ,quem não pode paciência.Será que o seu cachê para falar mal da cidade compensou? Fale da próxima vez da sua cidade , e deixe de falar de Gramado que é a cidade mais linda do Brasil.

    Resposta
    • 26 de julho de 2017 em 8:03 pm
      Permalink

      Boa noite, depois dessa resposta acho melhor colocar nas propagandas que quem vai a Gramado deve ganhar no mínimo mais de 10 mil reais por mês. Muito mal colocado seu comentário.

      Resposta
    • 26 de julho de 2017 em 9:15 pm
      Permalink

      Concordo com você Adilce, sei que muitas vezes o preço cobrado é maior do que se esperava, que o fundoe era mais caro que pensava, que o trânsito é lento etc. Porém ninguém força , obriga, alguém a consumir o que não quer.Como morador dessa cidade sei bem dos seus preços, sei que fundoe a 140,00 é pesado pra mim , mais tem quem cobre 70,00 , é tudo questão de procurar. Penso que essa pessoa que vai pra uma cidade turística, considerada um dos melhores destinos do Brasil queira pagar valor de cidadezinha , quer reclamar, reclame , só pare pra pensar que, você não é obrigado a nada , quer gastar gaste, não quer fique em casa . Desculpe o desabafo, mas isso me chateia de uma maneira….Boa noite

      Resposta
    • 26 de julho de 2017 em 10:04 pm
      Permalink

      Prezados:
      Morei em Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro, Montevidéu e quando fui transferido para Caxias do Sul, optei por morar em Gramado, pois já tinha casa na cidade. Tirando a ironia da reportagem, grande parte é a mais pura verdade, há anos. A soberba e a postura inconsequente de alguns comerciantes e políticos de Gramado transformam a cidade em um deboche ao bom senso.

      Resposta
  • 26 de julho de 2017 em 10:53 am
    Permalink

    Sugiro que o querido jornalista visite Gramado no inverno gaúcho e que se for no verão não espere encontrar temperaturas negativas.

    Resposta
  • 26 de julho de 2017 em 10:28 am
    Permalink

    Sou comerciante entre as duas cidades e ouço todos os dias comentários positivos e negativos, precisamos sim encarar o que está errado e tentar corrigir! Falta os poderes públicos das duas cidades ouvirem quem fala diretamente com o turista e quanto ao chocolate como não concordar que a qualidade é bem questionável? Meu filho comeu uma barra de uma bem conhecida fábrica e ficou mal vários dias!

    Resposta
  • 26 de julho de 2017 em 10:18 am
    Permalink

    A grande questão é: como é que se dá tanta credibilidade para um cara que tem a imensa quantia de 167 seguidores no Facebook e cuja expressão padrão é “cênica”? Tudo é “mais cênico” para ele… Além disso, Gramado/Canela são, sim, destinos híbridos, intencionalmente fantasiosos e surpreendentemente atrativos.Há que se ter em mente que a satisfação do turista está, em primeiro lugar, diretamente ligada ao seu poder de consumo. Chamo a atenção para o escracho que o jornalista dá para a noite Gramadense, coisa tipica de suburbano metido a baladeiro e que não tem a minima noção do que possa ser um “destino romântico”. Essa ideia estereotipada de que turismo, barulho, agitação e vida noturna estão diretamente ligados à satisfação de quem viaja é sinônimo de imaturidade, falta de boa companhia e falha no julgamento da proposta turística do destino escolhido. A lente de aumento utilizada para tentar expor defeitos, acaba criando exageros nem sempre realísticos. Por fim, e mais importante, é o efeito comparativo inevitável de quem viaja muito. É certo que não dá para comparar nenhum destino “frio” brasileiro com qualquer outro destino “naturalmente frio” de qualquer parte do mundo. Nossa ânsia de fugir ao cansativo “tropicaliente” sem comprometer o orçamento familiar de um ano, acaba satisfazendo-se com destinos cênicos (kkk) porque é isto mesmo que estamos dispostos a comprar: um cenário, um faz-de-conta. E por quê não? Afinal de contas, só gente que quer impressionar (e precisa disso para viver), compararia a Borges de Medeiros com a Bahnhofstrasse de Zurique. A propósito, basta conhecer um pouco de economia (coisa que jornalista de turismo odeia) para entender que o preço do chocolate quente, em Gramado, está diretamente ligado ao preço de uma Mercedes Benz. Ou seja, é só ver o valor do mesmo carro na Suiça e no Brasil e aplicar a diferença percentual correspondente ao preço do chocolate quente nos dois países. Sinceramente, é muito amadorismo para quem se considera formador de opinião.

    Resposta
    • 26 de julho de 2017 em 3:41 pm
      Permalink

      Perfeito o comentário. Creio que o jornalista foi tendencioso. Em qual cidade pode -se fazer esqui e ao lado estar um calor de verão? Em Gramado e em Dubai acho eu. Chocolate artesanal é diferenciado. Mas é só procurar que você acha. Agora querer generalizar não é ético. Se o atendimento é ruim faça o uso de seu direito: reclame, poste nas redes sociais e vá em outro local. Simples assim. Mas é bom quando as pessoas criticam com maldade. Sinal que tem importância. Não conheço Gramado mas vou qualquer hora dessas. Nem que seja pra falar mal mas vou.

      Resposta
    • 26 de julho de 2017 em 8:29 pm
      Permalink

      Parabéns pelas belas palavras. Sou Gramadense com muito orgulho. Quem não conhece melhor ficar quieto!

      Resposta
    • 29 de julho de 2017 em 1:42 am
      Permalink

      Burrinh demais heim, tu viu que ele citou a noticia do PORTAL DA MSN? Nao neh? Dói ouvir as verdades neh? Tu ta indignado pq certamente é um empresario qeutira o sangue dos teus funcionarios de segunda a segunda com uma folga na semana e um domingo no mes, pq é assim que os escravos da cidade trabalham enquanto pessoas que nem tu ficam fazendo fotinho no nordeste pra postar no instagram, ja que gramado é caotica demais pra empresarios idiotas como vc.

      Resposta
  • 26 de julho de 2017 em 10:17 am
    Permalink

    Ate concordo que, tudo la e um roubo. So falta cobrarem entrada no portal para entrar na cidade, mas certamente chegarao la. Fora isto, tudo e maravilhoso por la.
    Mas eu vou sugerir ao nobre jornalista que faca seu turismo por “Cachoerinh/RS” mesmo. La o bolso dele vai alcancar.

    Resposta
    • 26 de julho de 2017 em 1:06 pm
      Permalink

      Se o cara for tonto e ir nas coisas sem pesquisar paga caro… mas tudo em gramado está em compras coletivas, sites de desconto, paguei 69 para ir na snowland, paguei 29,9 para comer fondue, o parque da floribal se comprar uma cesta de 30, que vem um monte de chocolate tu GANHA os ingressos para o parque… Turista que quer ir na Páscoa ou no Natal, sem pesquisar nada, vai pagar caro em qq lugar do mundo… coisa de turista amador brasileiro mesmo… tu vai para NY, Paris, roma,… tu vê esses mesmos amadores gastando 3x o que se poderia gastar se fosse esperto e pesquisasse antes…

      Resposta
    • 26 de julho de 2017 em 5:43 pm
      Permalink

      Roubo não qualidade de vida público selecionado e mesmo assim vem uns ignorantes que largaram sujeiras pelo chão e não sabem dirigir …..deveria ser cobrado mais carro para não ter esse tipo de visitante.

      Resposta
  • 26 de julho de 2017 em 10:01 am
    Permalink

    Tem ponto negativos sim, mas há bons restaurantes na região (Gramado-Canela), belas paisagens e passeios alternativos, mas concordo que os preços são caros para o público brasileiro. Uma pessoa inteligente que lê essa matéria percebe que esse cidadão é exagerado, preconceituoso, de opinião duvidosa e pouco viajado. Qualquer viajante experiente, que planeja sua viagem sabe, de antemão, sobre a alta temporada; pontos turísticos que devem ser evitados; horários de maior e menor fluxo de pessoas, enfim… E isso em qualquer lugar turístico do mundo, na Sky Tree de Tóquio ou na Torre Eiffel em Paris. Uma pena que o autor seja tão amargo e não consiga ver nenhum ponto positivo. Particularmente concordo que Canela é mais interessante. Ela tem melhores restaurantes (Magnólia e Lá em Casa, p.ex) e cafés excelentes como o Holic, capaz de deixar a Ladurée francesa no chinelo. Sugiro a ele uma terapia e um curso de redação básica que daqueles que ensinam a fazer um bom texto com argumentos negativos e, no mínimo, alguns positivos.
    #ficaadica

    Resposta
  • 26 de julho de 2017 em 9:41 am
    Permalink

    Lamentável a reportagem desse jornalista. Da pra jantar, tranquilamente, em restaurantes ótimos que oferecem fondue por 65 reais por pessoa (vários oferecem esse valor). Sobre o cenário descrito pelo autor, muito triste. O cenário é lindo e os atendentes são ótimos. Sobre os valores das lojas, são caros mesmo. Mas não é preciso comprar, certo? Em qualquer cidade turística é assim, é não especificamente em gramado. O chocolate pode ser mediano em algumas lojas, mas em qualquer uma que tu for, eles oferecem provas. Mais uma vez, não é preciso comprar, certo? Existem umas lojas de chocolate maravilhosas. Eu indico a LAGOS de gramado, sempre compro lá, pois acho a melhor. Matéria muito tendenciosa.

    Resposta
  • 26 de julho de 2017 em 8:35 am
    Permalink

    É por isso que a minha última viagem a Serra Gaúcha a minha base foi Caxias do Sul, onde os Hotéis são muito mais baratos que Gramado, fiz os Passeios de Trem de Bento Gonçalves a Carlos Barbosa, Visitei as Principais Vinícolas da região, os Restaurantes com Buffet’s Fantásticos à R$19,90.

    Foi a minha melhor decisão, saber que tem Cidades Lindas de se conhecer e não se resume apenas em Gramado e Canela.

    Resposta
  • 26 de julho de 2017 em 8:32 am
    Permalink

    A matéria tem razão em tudo! Não tem exageros. É apenas a dura verdade. Visitei vários lugares aqui e no exterior e lá é o lugar que somos pior atendidos!!! Parece que eles não precisam dos turistas. São mal humorados. O chocolate é horrível mesmo hahaahah!!! Que coragem!!!! E Canela sim é melhor!!!! Gramado nunca teria uma melhor definição de que os “estúdios do PROJAC”.Já estive em Gramado algumas vezes a trabalho outras 2 vezes a turismo: a primeira vez que fui para conhecer e a 2ª vez para levar minha mãe que queria muito. Foram experiências horríveis: preços e atendimento. Parabéns por falar a verdade!

    Resposta
    • 26 de julho de 2017 em 11:58 am
      Permalink

      Percebe-se que voce nao entende nada de turismo..risos

      Resposta
  • 26 de julho de 2017 em 8:12 am
    Permalink

    Com certeza gramado precisa se reinventar e o poder público tem participacao nisso, siga o exemplo de Bento Gonçalves, saiba tratar bem o turista não explorando ele dessa maneira.

    Resposta
  • 26 de julho de 2017 em 8:07 am
    Permalink

    Os preços dos cafés coloniais estão um absurdo.

    Resposta
  • 26 de julho de 2017 em 7:44 am
    Permalink

    Em partes concordo sim com o autor. Não apenas em relação a Gramado, mas infelizmente no Brasil, há muito tempo “Atração turística” se tornou “Exploração turística”. museus; passeios naturalistas (se precisar de guias, ferrou.); restaurantes; etc. Fica muito mais barato viajar para o exterior que “turistiar” pelo nosso país.

    Resposta
  • 26 de julho de 2017 em 7:25 am
    Permalink

    Eu morava em Porto Alegre e nunca tive muita vontade de ir a Gramado mas acabei indo e para a proposta da cidade, achei bem bacana. Achei ‘pitadas de Yago’ nessa matéria… e que beirou a grosseria. Tem verdade como os preços altos e grosserias gratuitas como dizer que as pessoas atendem com mã vontade (generalizando) e ficou a intenção de desmerecer a qualidade do que é oferecido como entretenimento na cidade.

    Resposta
  • 26 de julho de 2017 em 4:49 am
    Permalink

    Concordo com alguns pontos citados, entre eles o trânsito e os preços exorbitantes, porém sabemos que uma cidade pequena do interior que receba o tanto de turista como Gramado recebe, não teria como ter um trânsito tranquilo. O ideal é explorar ao máximo a cidade a pé ou de bicicleta (inúmeros hotéis disponibilizam para seus hospedes).
    Existem restaurantes ótimos com preços em conta basta pesquisar e se informar. Talvez o jornalista tenha ido na escolha errada assim como o chocolate, pois existem sim fábricas ruins com chocolates péssimos.
    Mas se você souber explorar o local verá que gramado é uma cidade encantadora, com moradores e comerciantes educados.
    A matéria deveria citar o lado positivo da cidade tb. Eu adoro e por mim frequentava muito mais vezes do que costumo frequentar.

    Resposta
  • 26 de julho de 2017 em 3:53 am
    Permalink

    Realmente Gramado NÃO é prá Farofeiro.

    Resposta
  • 26 de julho de 2017 em 2:46 am
    Permalink

    Puro recalque….falar mal de Gramado é uma piada. Cidade dos sonhos. Povo educado. Tudo limpo. Coisa de quem não tem o que escrever. Se não curtem vão fazer turismo em Cubatão ou na favela da Rocinha então. Gramado e Canela são cidades irmãs…ambas vivem em perfeita harmonia. Eu moro em cachoeirinha e não defendo a minha cidade. mesmo tendo uma arredação muito superior a de Gramado, não chega aos pés da Capital Nacional do Cinema.

    Resposta
  • 26 de julho de 2017 em 12:37 am
    Permalink

    Acho que o jornalista não está acostumado com rodízio de foundue e que deveria ter ido pelo menos em 2 ou 3 lugares pra emitir opinião. Eu gosto de foundue ,acho prático . Claro que em Gramado tudo é muito caro. Ah, já fui a Bariloche e peguei 30 graus. Bariloche só tem neve no inverno. Mas a temperatura pode mudar de repente, como em Gramado. Não concordo com uma pessoa do rio ou são paulo vir desfazer de gramado que é uma bela cidade. Fazer pic nic no lago negro não é caro e é lindo e agradável. É só levar o lanchinho. É mais seguro que Rio e São Paulo. O chocolate não é especial mesmo. Mas sou chata , só gosto de chocolate amargo. Tem muitas ruazinhas sem tráfego com casas lindas e muitas flores e folhagens, basta dar umas voltas fora do “fervo”…

    Resposta
  • 26 de julho de 2017 em 12:23 am
    Permalink

    Acho que esse jornalista é um infeliz e como tal escreveu um texto apenas para tentar destruir uma cidade. Vou a Gramado anualmente, na baixa temporada, porque na alta está tudo lotado evidentemente. Talvez o jornalista não saiba mas as mudanças climáticas mundiais também afetaram o clima em Gramado. Há menos de 10 anos hotel nenhum tinha ar condicionado pois não eram usados, mesmo no verão. Hoje todos já tem e são muito usados no verão. Neve realmente tem se tornado raro pois nem inverno mais temos direito no Brasil inteiro. Esses dias estava em Gramado e ouvi turistas comentando que ouviam falar dos preços exorbitantes mas tinham achado preços bem normais. Certamente considerando o nível que estavam vivenciando. Claro que existem restaurantezinhos de beira de estrada por esse Brasil a fora bem mais baratos mas será que alguém come barato em alguma cidade turística no Brasil? Eu tenho viajado bastante e costumo gastar bem mais do que gasto em Gramado. E quando não quero gastar em Gramado encontro excelentes restaurantes com comida por kilo. Como vou todo ano já não visito muito as atrações pagas e procuro aproveitar a natureza, ou simplesmente passear apreciando as modeletes que desfilam com sua beleza. Sinceramente prefiro ver as modeletes em meus raros momentos de descanso que ver arrastões ou favelas. Em relação ao trânsito, é uma das raras cidades onde os motoristas param para os pedestres nas faixas de segurança então não entendo a crítica. Recomendo ao jornalista que largue seu carro e aproveite para caminhar. Saia do WhatsApp ou do Facebook também e aprecie a cidade.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 10:38 pm
    Permalink

    Gosto muito da cidade, mas em alguns pontos a matéria está certa, principalmente nos preços estratosféricos.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 10:22 pm
    Permalink

    Não estás ao nível da qualidade que requer estar em Gramado. É melhor ficares em casa.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 10:16 pm
    Permalink

    Após ler o que a jornalista escreveu sobre Gramado, ela só não percebeu que é raro você um Porto Alegrense desfilando a não ser com um turista à tira colo. Nós moradores de Porto Alegre já percebemos isso a muito tempo, tanto que Páscoa e Natal Luz “nem pensar”! …. O Chocolate ela tem toda a razão é pra diabético nenhum chegar nem perto, faz muitos anos que o chocolate que nós Porto Alegrenses compramos vem de fora do Estado, pois de Gramado além de caro nada a ver. Congestionamento já nem damos bola sem contar que estacionar nem pensar. Já andar numa Ferrari por 799 reais é praticamente um assalto mas tem um Mustang mais baratinho …kkkk . Canela é a grande pedida, um café colonial em Nova Petrópolis e só uma passadinha básica por Gramado tá mais que suficiente pra quem preza por seu rico dinheirinho. Infelizmente sou obrigado a concordar com a jornalista, às vezes parece que Gramado é um País à parte e que dinheiro só tem valor para eles gramadenses. Sem contar que na hora de almoçar você encontra nas cidades vizinhas ótimos buffet a preços populares de 19 reais em Canela por exemplo. A Serra é linda é Gramado é só uma parte existem inúmeras outras belezas naturais e até de graça. Sejam todos bem vindos !

    Resposta
    • 26 de julho de 2017 em 10:26 am
      Permalink

      Vdd verdadeira, só na subida pra serra já existem dezenas de cidades com destinos maravilhosos para apreciar, ñ precisa ver neve artificial, veja uma bela geada ao nascer do sol, orvalho da manhã se paga e muito os 799 por minutinhos em uma ferrari, sem falar nos vinhedos, cachoeiras, pousadas maravilhosas, sem transito sem stress, revigorante, ferias de verdade pra quem gosta desse tipo de destino…

      Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 10:06 pm
    Permalink

    Vamos a Gramado 3 a 4 vezes P/ano e amamos TUDO, comida, chocolate, lojas até o trânsito movimentado…. tudo em Gramado e colorido e de bom gosto…. c/belezas europeias indiscutíveis, mais aconchegante que Campos do Jordão. É lamentável e errôneo comentário feito P/pessoas q querem acabar c/o SEGUNDO MAIOR PONTO TURÍSTICO DO BRASIL

    Resposta
    • 26 de julho de 2017 em 9:26 am
      Permalink

      Tens razão, este paeudo jornalista deve ser recalcado ou não recebeu patrocínio da prefeitura de gramado.
      Tem mercenários em todas as profissões inclusive no jornalismo

      Resposta
    • 26 de julho de 2017 em 11:03 am
      Permalink

      O padrão de algumas pessoas é baixo mesmo…

      Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 10:06 pm
    Permalink

    Quem é esse cara??? Um invejoso ou frustrado…

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 10:04 pm
    Permalink

    Morei em Gramado 16 anos,e lamento pela matéria tendenciosa e inoportuna.A cidade é especialista em atender bem seus visitantes seu comércio é voltado para o turismo.Sinto muita saudade!!!

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 10:01 pm
    Permalink

    Jornalista ridículo. Matéria comprada. Gramado é uma cidade mágica. Não é barato, isso nunca foi. Mas existe fondue por 50, 60 reais. Passeios maravilhosos. No inverno se captura imagens inesquecíveis. O povo é treinado para ser educado e é.
    Não vai ser um desconhecido que vai denegrir a imagem do maior ponto turístico atual do Brasil.

    Resposta
    • 26 de julho de 2017 em 1:29 am
      Permalink

      Eu também como fondue a RS 48,00 e muito bom. Também almoço em restaurante bons e baratos.

      Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 9:38 pm
    Permalink

    O cara que escreveu nao e parametro para interferir no destino de ninguem… apenas para expressar sua opiniao como qualquer outro tem direito… Ele deve se dirigir a Campos do Jordao e suas favelas, que tenta, mas esta milhoes de anos luz distante de Gramado… Ele esperava que uma cidade pequena, que nasceu pequena, com ruas estreitas, que em determinados fins de semana chega a receber 10 vezes a sua populacao permanente, estivesse livre apenas pra ele… criticar a comida, o transito, o chocolate, os museus, é acreditar que onde ele vive, é unanimidade… Gramado só é Gramado, porque é Gramado… Canela, tem atrativos naturais sim… mas nao tem a magia de Gramado… é apenas uma questao de tempo para se tornar uma Gramado, se ja nao é, pois é impossivel visitar uma, sem visitar a outra… A critica é bem vinda como forma de se reinventar e melhorar cada vez mais, precos, atendimentos, receptividade, etc. O resto, é apenas uma opiniao de uma pessoa frustrada ou com inveja reprimida.

    Resposta
    • 26 de julho de 2017 em 9:00 am
      Permalink

      Acho que cada turista escolhe onde ir, tem lugar para todos os bolsos e gosto para tudo,mas que tanto Campos do Jordão quanto Gramado oferecem pouca qualidade a preços injustos é fato. Nossa opção considera sempre vários fatores e muitas vezes viajar para o exterior acaba ficando mais em conta. Cabe aos empresários buscarem soluções para atrair tanto o turista nacional quanto o estrangeiro. Usar a cabeça e não ficar parado no tempo, porque em turismo a ideia é movimento.

      Resposta
    • 28 de julho de 2017 em 3:49 pm
      Permalink

      Adorei a sua resposta!
      O cara não é parâmetro nenhum!
      Deve ser um babaca, fazendo babaquice! Ele que vá para a suica e fique por lá!!!
      Nós, brasileiros, que adoramos e curtimos o nosso país, agradecemos!!

      Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 9:27 pm
    Permalink

    Como assim,Sr.Evilasio Castilhos? Ou o Sr.nunca visitou Gramado ou é comerciante e se dá muito bem à custa dos turistas.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 9:19 pm
    Permalink

    GRAMADO é tudo muito caro,,melhor comprar passagens e ir pra europa ,suiça ,suécia,dinamarca,,vamos gastar quase o mesmo

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 9:01 pm
    Permalink

    Caro jornalista, você que escreveu essa matéria, fiquei sinceramente abismado com sua matéria tão podre de conteúdo sinceramente, mas é claro respeito sua opinião, mas antes de falar mal de uma cidade tão bela como Gramado, você deveria olhar a sua volta primeiramente, pois reclamar de ter ido a um ponto turístico que imita a neve em quanto na rua esta um sol a pino em pleno mês de março, isso é o cúmulo do ridículo amigo pois se as pessoas tem condições e querem desfruta de uma experiencia diferente é de todo o direito delas irem la, ninguém é obrigado a ir la, vai se quer, e me espanto no quanto reparava nas pessoas ou no que elas deixavam de fazer ou não fazer, eu penso que se vou a um lugar diferente a última coisa que iria fazer era ficar reparando no que as pessoas estão bebendo ou vestindo, pois cada um esta la curtindo o seu passeio e não estão ali para agradar os outros; outro ponto que me chamou a atenção foi seu ridículo comentário sobre o transito, querer comparar o transito daqui com o de São Paulo por favor né, quando li isso já percebi que não se tratava apenas de uma pessoa diferente mas sim de uma pessoa com sérios problemas para não falar outra coisa, amigo venha visitar Gramado em baixa temporada, você ira ver um transito tranquilo e educado, diferente do de São Paulo, pois os moradores daqui não tem culpa da educação das pessoas de todo o Brasil e de outros países, te garanto os motoristas indisciplinados que fazem fila nas saídas dos pontos turísticos não são da região pois quem é da região a última coisa que vão querer fazer e fica num engavetamento de turistas mal educados como você falou, não terminando por aqui você ainda reclamou do chocolate e dos museus, só para constar o primeiro chocolate artesanal do pais foi feito em Gramado, e se você veio ate aqui e não visitou a fabrica para ver como eles são feitos, você nem tem o que reclamar, mas a sua opinião foi formada por ter experimentado um kikito de chocolate ao leite vejo o quão medíocre foi sua critica, fala sério se basear uma critica por um kikito de chocolate ao leite fico espantado, experimente ir a uma das casas de chocolate e experimente um chocolate 73% cacau sem conter lactose, e fale aqui o que achou!? E sobre os museus só digo uma coisa vá se quiser ir pois se eles estão la e tem que pagar é porque tem gente que quer ir la para conhecer e tem condições, mas caso a pessoa não queira ir tem tantos pontos turísticos para a pessoa ir sem gastar um centavo basta ter vontade de explorar a cidade e parar de ficar onde todos estão, sobre a educação das pessoas te deixo uma dica bem legal que serve ate mesmo como uma lição para se levar para a vida toda e a seguinte, se quer educação comesse sendo educado, pois você não é da região e chega só reclamando e falando mal das coisas e ainda quer que sejam educado com você, acho que esta no lugar errado quem sabe se você ir a São Paulo e falar mau deles e ficar olhando feio para tudo quem sabe eles vão ser bem educados para com você, agora só para terminar como você falou a cidade fica vazia depois das 23, qual o problema nisso,tem uma forma simples de resolver isso e so você sair e pronto, parece que você precisa de publico para aproveitar a cidade; Uma dica para você venha na próxima vez e aproveite o lugar e esqueça as pessoas, saia se divirta vá aonde você tem vontade de ir e não aonde apenas as pessoas vão sempre, assim você terá uma experiencia totalmente diferente e graciosa da cidade e terá um outro ponto de vista, e quem sabe você não mude sua frase para “O melhor de Gramado, quem faz é você”.

    Resposta
    • 26 de julho de 2017 em 12:12 am
      Permalink

      Ótima resposta. Sou de Minas, moro em Pelotas e adoraria morar em Gramado ou outra cidade da Serra gaúcha. Minha família esteve aí e adorou. Falam bem até hoje. Abç.

      Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 8:50 pm
    Permalink

    Conheço alguns lugares do Brasil e fora dele. Toda vez que viajo, sempre trago algo positivo na lembrança. Não gosto de falar mal dos lugares por onde passo. Sempre há algo de bom. Uma pena que absolutamente nada fez o olhar do jornalista mudar a sua opinião sobre Gramado. Será que toda a sua passagem por Gramado foi tão horrível assim? Nada de interessante aconteceu? Nada que merecesse um elogio? Parece que ele veio com um pensamento prévio sombrio da cidade que iria conhecer. Uma lástima. A serra gaúcha vai continuar linda, apesar de…

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 8:41 pm
    Permalink

    Eu desde criança também frequentava Gramado e Canela como se fosse o passeio de quase todos os finais de semana. Íamos em família, passear, almoçar, gastar no comércio. Isso acabou para quem mora no Vale dos Sinos e arredores. Tudo ficou tão absurdo que vale mais apena ir até o Uruguai passar um final de semana prolongado, do que dois dias em Gramado. É fila para tudo, zoeira, mau atendimento nos restaurantes, estacionamento caro e raro. Não existe mais nenhum lugar onde se possa ir e simplesmente tomar um chimarrão com os amigos, tudo custa alguma coisa. Tenho ido muito mais a São Francisco de Paula, tomar um chimarrão no Lago São Bernardo que a Gramado e Canela. Sinto falta de poder curtir as cidades, mas para os simples mortais que ajudaram a construir e afamar o lugar, não existe mais espaço. Fomos expulsos porque agora só os de fora podem aproveitar graças aos “pacotes que custam uma fortuna”. E realmente, foi-se o tempo do bom chocolate, decaiu demais. As duas últimas recentes compras que fiz foram decepcionantes, já que costumo comprar sempre os sabores que mais aprecio e ao longo dos anos pude constatar o declínio de qualidade. É uma pena!

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 8:20 pm
    Permalink

    Olá vamos a Gramado raramente é concordo com muitas coisas….Me parece que eles tentam criar uma atmosfera que não é real….Tudo caro…Quer ser chique e o gaúcho adora dizer que vai a Gramado no fim de semana. …A cidade é bonita mas preferimos Canela por ser mais simples e acolhedora.

    Resposta
    • 26 de julho de 2017 em 10:12 pm
      Permalink

      Quem não tem condições de bancar Gramado , vai p canela……kkk

      Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 8:16 pm
    Permalink

    Vai a Punta dele Leste na alta temporada também, vai ver se lá também não é de engarrafamentos contínuos, restaurantes lotados, altíssimos preços tipo aluguel de um ap na baixa temporada $ 100,00 dólares na temporada $1.000,00 dólares. Amo Gramado e sempre que posso vou curtir. E também gosto de Punta.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 8:11 pm
    Permalink

    Concordo com algumas criticas e acho que tem a ver com o que aconteceu com a todas as regiões que se tornaram polos turísticos. Cresceram e se esgotaram ao ponto de afugentar os turistas. Mas quanto o autor crítica desde a roupa do público e termina achando canela (será que o trânsito chocolate hotéis etc eh melhor q.gramado ?) o melhor de gramado, eu recomendo a fazer como eu faço com Orlando ou Beto Carrero…não gosta, não vá. Simples. As crianças.adoram museu de cera parque do papai Noel e o terrível florybal (que eh em canela)!

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 8:03 pm
    Permalink

    Já estive em Gramado várias vezes, a serviço e a passeio. Acho a cidade linda, tem bons restaurantes, o chocolate é bom (aqui é Brasil, aqui não é Suíça), a neve tem que ser artificial mesmo, pois estamos num país tropical. Neve de verdade é rara, mesmo em Gramado. Acho que o Sr. Caique Marquez exagerou em suas críticas. Mas numa coisa ele tem razão. A cidade deve EXPLORAR O TURISMO, NÃO O TURISTA. Eu estive em um Natal Luz e prometi a mim mesmo nunca mais ir a Gramado em dezembro. Fiquei hospedado com meus familiares numa pousada de péssima categoria, sem garagem para o carro, sem ar condicionado no quarto (apenas um ventilador de teto), camas pouco confortáveis. Tudo isso seria perfeitamente aceitável, SÓ QUE COBRARAM PREÇOS DE EUROPA. Desse jeito Gramado vai espantar os turistas.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 7:56 pm
    Permalink

    Também fui a Gramado e penso igual ao jornalista, se passa mais tempo dentro do onibus do q conhecendo os lugares tudo muito caro. Sem contar q nem o desfile de rua tem mais agora é fechado e os ingressos exorbitantes tem q comprar com antecedencia prefiro ir para o Beto Carreiro bem mais aproveitado e em conta.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 7:13 pm
    Permalink

    Deve ter algum restaurante em Campis do Jordão.Esse preço, de R$140,00, no fondue, é de lá, e mesmo assim, com a carne limitada.Em Gramado, varia de 50 até 80 reais, porém, sem limite de carne.Vou 2 a tres vezes em Gramafo por ano, sou de Floripa, e realmente esse cara deve ser um babaca, para falar mau da cidade.Como em todas as cidades turisticas, tem seus defeitos, mas nada que mereça uma reportagem mentirosa e tendenciosa com essa.Vai pra França meu caro, lá tudo é melhor.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 7:03 pm
    Permalink

    Conheço alguns lugares do Brasil e fora dele. Toda a viagem que faço sempre me traz experiências boas. Alguma coisa positiva sempre fica e quando estamos de bem com a vida, a tendência é que a experiência seja ainda melhor. Não gosto de falar mal dos lugares que visitei. Sempre, sempre há alguma lembrança boa. O olhar do jornalista foi crítico demais, me parece que já estava previamente contaminado. Já estava disposto a detonar tudo o que viesse pela frente. A serra gaúcha é bela, mesmo com os seus problemas.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 6:39 pm
    Permalink

    Para mim, o grave no texto é a generalização. Todos os chocolates são indigestos? Todos os restaurantes são ruins e mal atendidos? De acordo com quem? Comparado com o quê? Os museus são pagos? A Snowland é ridícula? E falar ainda nas “modeletes” desfilando na Av Borges de Medeiros como se estivessem na “Bahnhofstrasse de Zurique (essa, sim, suíça e com serviços à altura)”.
    No que se refere aos chocolates, há inúmeras marcas à disposição para compra e não há como querer um produto bom com preço irrisório. Existe alguma coisa Bally (como parece que ele gosta da Suica…) com preços baixos?
    Quanto aos museus serem pagos, será que ele já entrou em algum? No mundo inteiro há os “card” ou “pass” para serem usados em vários museus, ou seja, paga-se entrada. Mesmo que se visite um único museu.
    Fondues. Qualquer restaurante, em Gramado ou em qualquer outro lugar do planeta, que não tenha coifa com filtro de água, fará com que seus clientes levem para casa o cheiro da refeição. Essa é uma informação preciosa que deveria constar nas mídias que fazem crítica de restaurantes.
    E as “modeletes”? Como o termo modelete é usado de maneira pejorativa, só posso pensar que o autor NUNCA caminhou pela Bahnhofstrasse!!! Se caminhou, não olhou para os lados.
    Acreditar que pessoas visitem Gramado porque não dispõem de recursos para ir mais longe, além de ingênuo, é cruel.
    Se a intenção do autor é a de proteger as pessoas de “roubadas”, então que nomine cada lugar- alvo de suas observações, pois da maneira como apresenta sua crítica, pode-se deduzir que a fez em um momento de desinteligência ou, quem sabe, por má-fé.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 6:10 pm
    Permalink

    Estou lendo essa reportagem enquanto estou em Gramado e tenho que concordar. Com tudo!!! O que mais salta aos olhos é o “achaque” ao bolso dos turistas.
    Não aconselho o Zoo, pois já haviam me dito que era pífio, mas não acreditei. Zoo bom mesmo é em Sapucaia, que tem variedade e restaurante de verdade.
    Me arrependi de estar hospedada em Gramado ao invés de Canela, uma que o preço é nível europeu, mas as instalações… Deixam muiiito a desejar. Outra é o trânsito. Não se anda à pé em Gramado, é espantoso e desastroso.
    Desabafei!!!

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 6:07 pm
    Permalink

    Jesus, quanto comentário exagerado! “Chocolate quente ruim”. De qual marca de chocolate o autor está falando? “A cidade é cara”. Ok, mas isso não é argumento para torná-la ruim. “O conceito de museus é não ter fins lucrativos, estar a serviço da sociedade… E os de Gramado são caros”. Então, o museu da Louis Vuitton em Paris (Fondation Louis Vuitton) é uma porcaria porque cobra ingresso e é comercial? “O trânsito é caótico”. Sim, como a maioria das belas cidades que se tornam pontos turísticos ou conhecidas, como Balneário Camboriú, muitas cidades de Los Angeles, e a própria cidade de Nova Iorque. Agora todas são horríveis por isso? Não acho que todo mundo deva amar Gramado, mas argumentos coerentes são necessários na hora da crítica.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 5:54 pm
    Permalink

    Entao nao vá e escolha outro destino “maravilhoso” do Brasil, como o Rio de Janeiro , por exemplo.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 5:54 pm
    Permalink

    Acho que como jornalista, o camarada que escreveu a dita reportagem é bem mau redator.

    Apesar de tudo, confirmo algumas coisas que ele comenta. Mas sou suspeito: visito Gramado 1x por mês em média, pois moro a 40km dali.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 5:17 pm
    Permalink

    1. Gramado é uma cidade turística e lota porque gente de todo o Brasil quer estar numa cidade de 70.000 habitantes… 2. Gramado não é lugar pra pelado. Quer usufruir de restaurantes de primeira linha e de todo o tipo de atração, pague o preço, ou frequente aquilo que tem dinheiro pra pagar… Tem atrações pra todos os bolsos… 3. Tem uma infinidade de atrações em ambientes fechados e ao ar livre. Muitos parques e lagos lindos. Fica fechado em algum lugar se quiser… 4. Não vá no verão esperando ver neve (estamos no hemisfério sul, num país tropical…). Isto é mesmo quer querer ir a Florianópolis num inverno de 8 graus e sair reclamando porque a água do mar não estava morna… 5. Tem inúmeras lojas de chocolates… Cidadão, escolha o que te agrada. Quer o melhor chocolate do mundo, viaja pra Suíça… 6. Gramado sabe qual é a sua vocação e é um sucesso no faz… 7. Nem todo lugar agrada a todos. Também acho Campos do Jordão uma bela bosta, mas, cada lugar oferece o que tem. Cabe a cada um pesquisar suas escolhas, ou correr o risco do desconhecido… 8. O artigo cheira a encomenda de outra cidade turística.

    Resposta
    • 30 de julho de 2017 em 12:56 pm
      Permalink

      “O artigo cheira a encomenda de outra cidade turística.”
      Também senti esse mesmo mau cheiro!!!

      Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 5:09 pm
    Permalink

    Também acho que Gramado está muito cheia, então, quem não gosta, não venha. Adoro Gramado, mas não vou a todos esses lugares caros. Alugo uma casa e vou curtir uma caminhada na rua principal, com suas lindas lojas ou a natureza. Tem lugares lindos por perto que não se paga nada. E outra, em março nunca vai ter neve. Neve tem no inverno.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 4:55 pm
    Permalink

    Amo Gramado e venho aqui 2 a 3 vezes por ano com a minha família há mais de 30 anos. Mas concordo quanto aos preços excessivos cobrados tanto nos restaurantes, bem como nas lojas de vestuários, como nas de calçados nos últimos anos. Anos atras comprava malhas e sapatos para toda família aqui porque o preço era muito bom.
    Os chocolates então custam uma exorbitância (apesar de serem fabricados em Gramado) e a maioria têm muito mais açúcar que cacau.
    Ultimamente deixou de ser um centro de compras para nós e vemos que as lojas não têm muitos clientes. Só os restaurantes estão lotados apesar de caros , porque bons mesmo são poucos comparando com a quantidade de turista.
    Os comerciantes devem pensar no futuro da cidade e deles próprios , porque a tendência é diminuir o turismo por aqui. Tem cidades na serra gaúcha e no vale dos vinhedos muito lindas e com preços bem mais acessíveis.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 4:53 pm
    Permalink

    Quais são os lugares no Brasil que envergonham o turismo de Gramado…

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 4:48 pm
    Permalink

    Já estive duas vezes em Gramado e vou novamente esse ano. Amei a cidade, a hospitalidade e tudo o mais; Naturalmente que existem problemas. Cidades turisticas tambem têm problemas…. Acho que esse cidadão deve estar acostumado a fazer turismo de 1o. mundo, no exterior. Ninguem é obrigado a gostar…é só não voltar!!!

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 4:42 pm
    Permalink

    Mas o cara foi pra Gramado no verão ?!
    A graça de Gramado, Canela, Nova Petrópolis é o frio. E aí só em julho/agosto e olhe lá.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 4:23 pm
    Permalink

    Que barbaridade pura inveja de quem não conhece Gramado uma da cidades mais linda dest país.Sobre os valores tem muitos lugares mais acessível é só procurar. Tem vários restaurantes ,vários preços Quanto aos passeios são todos maravilhosos .Vem pra Gramado e Canela duas cidades que se completam

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 4:08 pm
    Permalink

    Tá é na hora do redator tomar um antidepressivo!
    Reclamou até da iluminação do local em que foi, como se isso fosse um defeito da cidade de Gramado, olha que ridículo! Típico de implicante irracional! O mais engraçado é que as pessoas vem, adoram e voltam (afinal, não é isso que importa?).

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 4:08 pm
    Permalink

    Tenho casa em Gramado a 18 anos.Minha casa é perto da rua central e perto da casa da colônia com maravilhosas cucas.Cidade limpa,desorganizada pelo turismo que tomou conta.Passeios ótimos pela zona colonial.Museus pelo menos em Países no exterior sempre pagamos para entrar.Acho que em termos de Brasil ,o chocolate de Gramado é bem gostoso.O Fondue este ano comi por R$ 45,00.
    O trânsito realmente é terrível em épocas festivas ,pois o Norte e o Nordeste descobriram Gramado e mais o pessoal do RGS que também gosta muito do Natal Luz e Festival de Gramado.
    Comparar Canela com Gramado é ignorância de quem não conhece…sem ofender Canela pois gosto muito de lá,mas cada uma tem estilo próprio.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 3:59 pm
    Permalink

    O comentário do Salus é perfeito: “O artigo tem muitas verdades. Típicas do sub-desenvolvimento cultural do brasileiro. Mas me cheira a encomenda de CAMPOS DE JORDÃO.”!
    Realmente, há críticas pertinentes, mas que valem para absolutamente qualquer lugar, na alta temporada: trânsito ruim, preços altos, tapeações… Já ouvi dizer que Campos de Jordão (48.000 hab.), por exemplo, é “só um caríssimo reduto da paulicéia que se acha”!
    Qualquer cidade, principalmente pequena (Gramado tem 34.000 hab.) que receba mais 3 ou 4 mil pessoas, fica um tanto caótica; principalmente se o grupo de turistas que chegar for meio “mal educado”.
    Já fui a Gramado em fevereiro e março e a cidade estava ótima! O povo local foi muito simpático e disponível, e a arquitetura (cenografia, ou do que quiserem chamar), “a cara” de Gramado é linda! Invejosos aprendam: em Paris também forma fila para subir a Tour Eiffel!

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 3:59 pm
    Permalink

    Gramado tem sim preços fora da realidade e vende algo artificial (conheço muuuita gente que fala exatamente a mesma coisa). Se você consegue fazer turismo na Suíça/Alemanha/França a preços de Gramado (só comparar e você verá valores similares), significa que algo está errado. E não é o câmbio. Acho que a cidade tem potencial para ser um bom centro turístico, justo e atraente. Mas essa não é a realidade atual.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 3:47 pm
    Permalink

    Olha, depois de vaaaarias visitas, Gramado perde um pouco da magia e tu percebe que Canela e Nova Petrópolis tbm são encantadoras! Agora esse cara se precipitou… Se tivesse buscado um pouco de informação antes de ir, oq é aconselhável pra QUALQUER viagem, teria curtido muito mais!
    Abraço pro pessoal do Laçador de Ofertas!
    Obs: vou de uma a duas vezes por ano pra região.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 3:44 pm
    Permalink

    Olá. Vou a Gramado fazem alguns anos, é um dos melhores destinos do Brasil. Olha que resido em Curitiba, e acho Gramado excelente. Também viajo muito ao exterior. O que o jornalista tentou foi criticar algo muito bom para chamar atenção para si. O resto é conversa fiada, Gramado vai continuar lotada, e o artigo dele ninguém vai lembrar mais daqui a algumas horas.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 3:41 pm
    Permalink

    Estou indo pela 6°vez. Fico sempre em Canela, pois os preços são melhores, mas gosto de Gramado tb, a parte mais turística é linda. Gosto de passear pela Av. Borges de Medeiros. O Natal Luz é belíssimo, a cidade TD decorada. Passo o dia em Canela, nos parques, lindos
    Observação, os parques são pagos e já foram em conta. Amo o fondue na pedra e compro antes em compra coletiva, fica mais em conta. O trânsito fica lento porque lá não tem sinal de trânsito, pisou na faixa eles param. Mesmo com as cidades cheias vc não vê violência, assaltos….. Pode ter na periferia.
    Indico sim a ida para Gramado e Canela, principalmente para visitar os lugares que não são tão turísticos.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 3:31 pm
    Permalink

    Adoro Gramado e quem fala mal desse lugar e porque não tem sensibilidade de olhar ao redor e ver as maravilhas que a terra oferece…. Não soube degustar do melhor chocolate….não
    soube andar a pé e ver os motoristas parando para você atravessar a rua….não soube escolher um restaurante onde se serve uma truta com amêndoas (dos deuses) ou um simples founde ! Lamento que o rapaz não tenha descido do seu carro( evitando assim o transito) e não tenha ido a qualquer um dia parques belíssimos, apreciar a natureza esplendorosa que faz de Gramado um lugar agradável e LINDO!

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 3:30 pm
    Permalink

    Eu vou a Gramado no mínimo duas vezes ao ano, amo a Cidade, as pessoas são educadas e atenciosas.
    O trânsito só fica com um pouco engarrafamento nos horários de pico, o Sr. foi infeliz nos seus comentários. E com relação aos existe de vários preços em lugares muito agradáveis. Eu amo Gramado como também Canela é uma poesia, Nova Petrópolis também é muito linda. Eu conheço muito bem a Serra Gaúcha toda acho um primor. Chego as vezes a pensar que devia ir morar em Gramado, olhe eu moro muito bem em uma cidade turística do Nordeste!

    Resposta
    • 25 de julho de 2017 em 5:40 pm
      Permalink

      Infeliz reportagem da qual discordo !!!!!!!!! Vou la muitas vezes por ano, retornei ontem onde acabo de passar todo o mes de julho de 2017 lá onde mora e trabalha meu filho. Nao concordo com os exageros aí colocados. Como qualquer cidade turistica, os preços sao mais altos sim. Mas nao sao impossiveis de se consumir o que queremos. Sim, Lysia Cabral, lá as pessoas são educadas e atenciosas. O trânsito só fica com um pouco engarrafamento nos horários de pico, em agosto no Festival de Cinema, nas férias de julho e no Natal LUZ. 🙂 Alem disso eles sao mega educados no transito, dando sempre prioridade aos pedestres nas faixas para atravessarmos ! Sim, o autor foi muito infeliz em seus comentários. E com relação aos preços, existem vários preços em lugares muito agradáveis e acessiveis. Eu amo Gramado como também Canela, Nova Petrópolis e tenho familia, há décadas, tbem em Bento Gonçalves, Serra Gaucha. Eu conheço muito bem toda essa regiao e posso falar com propriedade tudo isso. E… tenho mesmo muita vontade de me mudar para Gramado ou Canela (super perto) onde faço minhas caminhadas entre essas duas cidades ..sempre que estou lá.

      Resposta
    • 25 de julho de 2017 em 9:49 pm
      Permalink

      Concordo plenamente! Adorei o destino, existem inúmeras opções de lazer e diversão, deixando os visitantes a vontade para desfrutar o que bem entender, eu mesma preferi os passeios ao ar livre, churrascarias típicas, vinhedos e belezas naturais como cachoeiras, obviamente, se estivesse acompanhada de crianças, teria optado por outros programas, tbm oferecidos na cidade. Não, Gramado não é uma cidade da Europa, é uma bela cidade localizada no sul do país, com suas características próprias, influências, e explorada turisticamente como inuneras outras do nosso país! Indico demais a visita!

      Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 3:28 pm
    Permalink

    Poizolha … A autora não está assim tão longe da realidade. Achei gramado interessante quando a visitei há cerca de 4 anos. Talvez eu tenha acertado em ir num domingo de Carnaval. Os preços sim; esses são um tanto abusivos. Quanto a neve, jamais foi meu objetivo querer encontrá-la. Até porque, dela eu já estava farto. Mas também não me senti explorado quando saí pra jantar uma deliciosa massa. E se me permitem a dose de arrogância e abuso: Nova Iorque também vive apinhada de turistas, num tráfego pesado, com atrações repetitivas, e no entanto ninguém malha. A diferença é que, lá sim, no final do ano a chance de você ver neve é infinitamente maior do que em Gramado.
    Bem, cada qual com sua opinião e seu ponto de vista.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 2:59 pm
    Permalink

    HAHAHHAHA, amigo, se achou caro 150 reais por 5 museus, de uma passeada pela europa! que tal pagar uma faixa de 20 euros em uma entrada em praticamente qualquer museu?

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 2:59 pm
    Permalink

    Nenhuma visita orientada por guia exclui Canela. Enfim, programe-se melhor para conhecer teu país e valorize o que é nosso.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 2:49 pm
    Permalink

    Eu prefiro Canela, tanto para compras, hospedagem e pontos turísticos.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 2:47 pm
    Permalink

    Não sou amante de Gramado. Acho uma cidade muito artificial. Os preços são abusivos e vou lá somente quando preciso ir lá. Não morro de amores por lá e quando vou para Gramado almoço em Canela.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 2:33 pm
    Permalink

    Concordo com o artigo,a tal pessoa q mencionou os passaportes gratuitos deve gostar de gramado exatamente por isso,deve ganhar passaportes para falar bem e sair satisfeito.gosto de algumas marcas de chocolate,mas os museus tem valor de entrada exorbitante,conheço tds e n são nada de mais,n pagaria novamente para entrar,mas n dispenso uma volta pela cidade num dia frio com um bom chimarrão,mas n compro nada e escolho mto bem o restaurante ,pois muitos são só glamour e a comida nem é tão boa assim,sobretudo as modeletes,um bando de piriguetes achando q estão em outro continente,chegando a ser cômico!!

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 2:31 pm
    Permalink

    Concordo com o artigo,a tal pessoa q mencionou os passaportes gratuitos deve gostar de gramado exatamente por isso,deve ganhar passaportes para falar bem e sair satisfeito.gosto de algumas marcas de chocolate,mas os museus tem valor de entrada exorbitante,conheço tds e n são nada de mais,n pagaria novamente para entrar,mas n dispenso uma volta pela cidade numa dia frio com um bom chimarrão,mas n compro nada é escolho mto bem o restaurante ,pois muitos são só glamour e a comida nem é tão boa assim,sobretudo as modelares,um bando de piriguetes achando q estão em outro continente,chegando a ser cômico!!

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 2:27 pm
    Permalink

    Amo viajar. Adoro estar em pequenas cidades ou grandes metrópoles. Agora, ir a Gramado e achar que tudo é negativo, aí já é demais. Enclausura-se dentro de atrações fechadas, quem quer. A cidade é muito mais que isso. A impressão que dá é que o jornalista não estava num bom dia quando visitou Gramado ou foi uma matéria encomendada para denegrir o turismo dessa cidade que é uma das mais importantes nesse setor também a nível nacional. Lamentável. Filas para atrações e movimento existem nas atrações turísticas em quase todos os lugares do mundo.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 2:20 pm
    Permalink

    “Ó coitado!” O texto esta planejadamente e generosamente exagerado. O cara está muito, mas muito longe de conhecer chocolate, por exemplo. Não sei onde e a que preço ele encontrou este chocolate que descreve. Caro autor, deste uma errada maiúscula! em a questão do preço que concordo com o com o magoadinho, pois podem ser mais acessíveis para qualquer bolso. Quanto a gostar ou deixar de gostar das atrações de Gramado é, sempre, “uma questão de gosto e gosto não se discute” e o sujeito-autor deve estar muito magoado com alguma coisa para detonar a cidade que os brasileiros e muitos estrangeiros adoram.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 2:07 pm
    Permalink

    Eu não sou de Gramado, mas moro em Gramado. Meus amigos, essa matéria é de um que se diz jornalista, é tendenciosa e encomendada. O que ele fala é contraditório com a realidade. Ele diz que o trânsito é caótico, concordo, mas isso só mostra que a cidade está sempre lotada e, conseqüentemente, que muita gente gosta de vir pra cá, e vem e voltam e voltam e voltam…Ele se contradiz, se o Turista não gostasse de Gramado o trânsito seria tranqüilo, pois a cidade estaria vazia, mas é ao contrário, nunca há vagas em hotéis. Existem muitas atrações e as pessoas são muito bem recebidas. Não há dúvidas de que é o segundo destino turístico mais procurado do Brasil. Em relação a algumas coisas o preço é alto, verdade, mas ao contrário do que ele fala, o que é oferecido é de muita qualidade e, pelo que podemos notar, o turista reconhece e não importa-se de pagar. Até mesmo por que, tem muito lugarzinho ruim para ir neste Brasil e cobram o mesmo valor ou maior. Pelo que dá para ver o tal “jornalista” está muito preocupado em ir para um lugar de noitadas, folias, bebedeiras, que vá!!! Por que as pessoas que vem pra cá são bem resolvidas, educadas e procuram diversão, já passaram desta fase de ver lixo e pessoas fazendo “xixi” na rua no meio de uma multidão de bêbados. E vejam, não falo isso por que vim morar aqui e morro de amores pela cidade, ao contrário, morar em cidade turística traz muitas desvantagens, que não vou comentar agora, mas para quem é turista a cidade é uma maravilha e isso não tem como negar. Tenho dito!!!

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 1:13 pm
    Permalink

    pena que seu site delete comentários como o que fiz….

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 1:05 pm
    Permalink

    Muito do que o jornalista falou está certo. Os preços atingiram valores exorbitantes e precisam ser revistos. Ir a Gramado e não conseguir beber um vinho num restaurante é decepcionante! Entretanto, a parte das desvantagens é preciso relevar as coisa boas que Gramado oferece: arquitetura que te remete à Alemanha, limpeza, boa pavimentação, ótima sinalização, belas Igrejas, boa rede hoteleira, belos passeios pela natureza e muitas atrações. Não deixe de ir lá, deixe de pagar tão caro pelas coisas!

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 12:49 pm
    Permalink

    Muito boa , A matéria, Gramado além se ser preços fora do comum,ão tem qualquer tipo de Estratégia para o turismo,muito engarrafado o transito sem qualquer tipo de comunicação onde se teve ir.não comporta tantos turista do que se vende.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 12:37 pm
    Permalink

    Tem algumas verdades mas comparar a avenida principal de gramado com a 25 de março beira o ridículo.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 12:33 pm
    Permalink

    Acho que o que foi escrito tenha até um fundamento mas acho que as pessoas são livres e podem desfrutar das belezas das duas cidades até porque quem vai a Gramado não deixa de ir a Canela. Pois bem. Cada um sabe até onde pode ir e pode gastar. Mas digo que não há lugar no Brasil no seu estilo mais bonito do que Gramado e Canela.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 12:00 pm
    Permalink

    Estive em Gramado entre os dias 18 e 20 de julho, quando retornei a Porto Alegre meus amigos perguntaram como foi a viagem, e Gramado como está? Bem, até ler essa matéria eu havia respondido que a cidade está lá e as coisas estão bem. Mas eu queria dizer mais sobre o que vi e vivi em Gramado,agora posso apenas mostrar a matéria e não preciso dizer mais nada. Perfeito, correto e irretocavel.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 11:58 am
    Permalink

    O Trânsito eh problemas por causa das pessoas mal educadas de porto alegre eles levam a mal educação de porto alegre para gramado e não deixam os turistas ou pessoas passar na faixa de pedestres. Por que a população de gramado preferem bater o carro do não deixar o pedestre passar na faixa de pedestres, ou seja não tem problema em atravesar a rua com um Trânsito “caótico” , preços “salgados” sim mas se vc saber pesquisar sabe encontar melhor preços e se divertir gastando menos. Cara deve estar com alguma dor de cutuvelo de gramado.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 11:15 am
    Permalink

    Sou Guia de Turismo Na Serra Gaúcha , e já falo em matarem a galinha dos ovos de ouro a algum tempo com meus colegas e com alguns do trade. Apesar de achar o texto do missivista um pouco “pesado”, não tiro a razão dele. Hotéis e pousadas com preços exorbitantes, passeios oferecidos por abordagem no centro da cidade, passeios sem uma pessoa qualificada e registrada na Embratur, uma garrafa de água mineral de 500 ml custando de 5 a 6 reais. Ele comentou do fondue caro, mas pior é uma sequência de fondue a 45 reais (qualidade zero). Realmente a galinha dos ovos de ouro agoniza. Pronto, falei.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 11:08 am
    Permalink

    A sequencia de foundue é deliciosa na maioria das opções ,porem ,aquele ambiente realmente precisa ser tão escuro ? Eu fui la para comer foundue e não fazeer sexo ali mesmo com minha esposa. Eu mal conseguia enxergar as opções na mesa ,ridiculo isto .O resto estava tolerável ,a vezes preços um tanto abusivos ,lei da oferta e procura. Vai que quer…………….

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 11:04 am
    Permalink

    Gramado é a cidade mais encantadora é que se assemelha muito as cidades européias.
    Concordo quanto ao trânsito que deve ser repensado e os preços abusivos que são cobrados.
    Mas tenho certeza de que já tem gente pensando nisto, pois nestes últimos 40 anos muito se fez na região.
    Ainda é um local para descanso e lazer.
    Claro que exige dinheiro , mas qualquer local turístico é assim.
    Quanto a afirmar que Canela é melhor, me parece forçado e “dor de cotovelo”.
    Canela é outra proposta.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 11:03 am
    Permalink

    “O melhor de Gramado é Canela”. Perfeito.

    Gramado soube explorar muito bem o turismo, mas não é o melhor roteiro para férias.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 10:59 am
    Permalink

    Canela me parece mais autentica em vários pontos, em Gramado tudo precisa ser mega, grandes estruturas e temático estilo Disney um exemplo é uma fábrica de cristais que vende a maioria das coisas que vem da china e vende ao turista a imagem de se estar em Veneza o que me parece muito ridículo, em quanto em Canela existe um artista que trabalha com cristais e que comercializa no seu ateliê os produtos produzidos por ele. Na minha ultima viajem pude perceber estas e outras diferenças nos aspectos turísticos entre as duas cidades.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 10:32 am
    Permalink

    Hahuiahsd… cara, eu vou pra gramado todo final de semana visitar meus pais…. e sim é uma roubada… mas é mais roubada se vc n se informar bem, existem muitos restaurantes bons e baratos lá … O real problema é a expectativa do turista e o marketing das agencias de turismo… serio… gramado é linda e segura, um lugar onde vc pode beber vinho na rua até de madrugada sem se preocupar… Agora se o turista procura luxo e imbecilidades ele vai achar… nenhum lugar é perfeito… mas duvido que seja pior que a cidade natal desse mané ai …

    Resposta
    • 25 de julho de 2017 em 10:43 am
      Permalink

      Ah… e em nenhum momento ele descreveu alguma relação com as pessoas de lá ( as pessoas de lá são muito simples e educadas ) … pq?
      Pq provavelmente essa pessoa nem se relacione com as outras … e só ve qualidades e defeitos em tudo que é estético e fácil de se interpretar … assim como um macaco aperta botões … Quem sabe ele ou ela precise passar um tempo na casa dos meus avós… 😉

      Resposta
      • 25 de julho de 2017 em 10:45 am
        Permalink

        E só pra terminar… hauisahu… Canela é foda tmbm …

        Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 10:29 am
    Permalink

    Sempre fui um admirador da cultura e belezas naturais da Serra Gaucha. Mesmo sendo nativo do local, devo reconhecer que aprendi muito morando na Califórnia e na Flórida. Se me convidarem para visitar as atrações artificiais daqueles lugares famosos in USA, fico com um pé atraz. Porisso tenho minha opinião não muito positiva de Gramado. Prefiro Canela e São Francisco de Paula.
    Para quem não sabe vai a dica: conheça a Rota Romântica que começa em São Leopoldo, passa por vilarejos de colonização germânica, atravessa Nova Petrololis, Gramado, Canela e termina em Cambara do Sul, com o famoso Cânion Itaimbezinho.
    Gaste seu dinheiro numa viagem de dois dias, economize muito, boas pousadas, boa culinária e muito prazer de conhecer a verdadeira Serra Gaucha.
    Como dizia Burt Lancaster: I recommend…

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 10:27 am
    Permalink

    Ele está correto em TODOS aspectos. Porém é isso aí e ponto final. Alguns bairros feios de capitais tem o mesmo perfil, como por exemplo o Moinhos de Vento em POA. Jardins ou campos do jordão em SP, Leblon no RJ, etc. O que ele falou é pura verdade sobre Gramado, mas uma verdade BEM BRASILEIRA.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 10:26 am
    Permalink

    Acho muito Equivocada as colocaçoês de uma Cidade que recebe Pessoas de um Mundo todo de Braços Abertos com Hotéis Maravilhosos a não ser que voçe foi se instalar em uma Pousada , pois a cada ano que Passa tem lugares novos e comidas otimassssssss lá para qualquer turista ficar de Boca Aberta , então se voçe não tiver se sentindo bem em Gramado , tem a possibilidade de ir a Campos do Jordão e vair ter a mesma coisa , transito , Pessoas etc …. , quem não gosta deste tipo de coisas , e só ir apos Temporadas de inverno , encontrar uma cidade bem mais calma e ela continua sendo aconchegante , Por isso acho que suas colocaçoês não foram muito agradavel falando da Cidade de Gramado da Serra Gaucha .

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 10:23 am
    Permalink

    Gostei da reportagem. Sou gaúcho e tenho 37 anos portanto conheço gramado desde que nasci e pelo devo ter visitado no mínimo umas 50x por fazer parte de uma rotina de inverno. Várias coisas eu tenho q concordar. Trânsito de lá realmente está infernal. Antigamente circulava na cidade mesmo na alta temporada como numa cidade do interior. Tranquilamente. Lugar p estacionar tb não é fácil de achar no centro da cidade. Deveriam ter limitdo o crescimento da cidade. As vezes devemos conter a ganância do mais e mais e deixar a cidade pequena c suas peculiaridades. Mas não; cresceram a cidade e hoje é esse excesso de pessoas. Quanto aos preços; gramado quer ter um estilo europeu mas age como brasileiro. Turismo brasileiro é baseado na ideia de q turista é tudo rico e gasta dinheiro sem critério. Qualquer cidade turística é a mesma coisa. Mal as pessoas sabem q pessoas q tem um poder aquisitivo maior justamente se destacam pela economia e gastos equilibrados. O dia q for cobrado o justo viveremos melhor. Comida realmente vem decaindo; antes o chocolate e o foindue eram destaques. A banalização fez cair a qualidade seom popularizar os preços.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 10:17 am
    Permalink

    Muito estranho. Ou o cara é muito mal-humorado, ou é pobre querendo dar uma de bacana, ou tem alguma outra coisa que não está muito cara. Não sou turista, mas sei muito sobre Gramado. E é muito bom. Mas não pra pessoas mal-humoradas ou que querem coisas de qualidade de graça .

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 10:04 am
    Permalink

    Moro em Blumenau, Santa Catarina e visito Gramado há décadas. É uma cidade cenográfica encantadora, tem suas belezas naturais e seu charme característico, só que saindo do centro, já é outra cidade. Quanto ao empreendimentos criados para entreter os visitantes, vai quem quer, ninguém é obrigado. Tem chocolate muito bom, com certeza, conheço várias marcas tradicionais que não deixam a desejar a nenhum especialista, é só procurar. Os preços, realmente são altos, tanto para a gastronomia, como para as atrações e eventos em geral, não é um roteiro barato, as agências de turismo sabem disso, é só avisar seus clientes. Agora, se você não se sentiu bem recebido e à vontade em Gramado, Blumenau não é cenográfica, é bem linda, real, acolhedora, e os preços são bem acessíveis. Estamos esperando todos de braços abertos. Apareçam…….

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 9:53 am
    Permalink

    Este senhor deve preferir o Rio de Janeiro,com certeza! Se não gosta ,não venha! Se o chocolate é indigesto ,não coma!Gramado é um dos mais belos pontos turísticos do Brasil e milhões de pessoas concordam com isso.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 9:50 am
    Permalink

    Concordo MILHÕES de vezes com o artigo! O chocolate é pura manteiga com corante e aromatizante artificial. Quase todos os lugares “bons” que frequentei com minha família tivemos péssimos atendimentos. Existe uma pizzaria, com um barco na frente, que no dia que fomos desistimos de ficar pq minha filha pequena não parava quieta. Na saída a recepcionista fez cara feia e ficou menosprezando, e fazendo péssimos comentários para outro recepcionista, na nossa frente, um desrespeito! Não recomendo mais gramado.
    Obs.: Continuarei frequentando Nova Petropolis.

    Resposta
    • 28 de julho de 2017 em 3:15 am
      Permalink

      Criança mal educada em restaurante nao da neh! Até eu faria cara feia!!!

      Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 9:46 am
    Permalink

    Concordo MILHÕES de vezes com o artigo! O chocolate é pura manteiga com corante e aromatizante artificial. Quase todos os lugares “bons” que frequentei com minha família tivemos péssimos atendimentos. Existe uma pizzaria, com um barco na frente, que no dia que fomos desistimos de ficar pq minha filha pequena não parava quieta. Na saída a recepcionista fez cara feia e ficou menosprezando, e fazendo péssimos comentários para outro recepcionista, na nossa frente, um desrespeito! Não recomendo mais gramado.
    Obs.: Continuarei frequentando Nova Petropolis.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 9:44 am
    Permalink

    Moro muito próximo a Gramado e gosto de eventualmente passear pela cidade, mas coisa de passagem, dar uma caminhada.
    Os valores pros museus toscos sim, sao exagerados. A hospedagem é cara. A comida nem se fala. Porém ainda existem algumas opções bacanas e com valores não tão exagerados.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 9:44 am
    Permalink

    Quanto rancor e arrogância.
    Não sei se o “jornalista” conhece a Bahnhofstrasse de Zurique como fala no texto. Eu conheço, e garanto a todos que as mulheres que desfilam em Gramado (o autor chama pejorativamente de ‘modeletes’ – talvez ele não goste muito…) são muito mais bonitas que as de lá.
    Também não entendi porque diz “essa sim, Suíça e com serviços à altura”. O povo de Gramado e da serra gaúcha em geral (aí também Canela, Nova Petrópolis, etc ) é extremamente educado e tratam os turistas de forma muito mais calorosa que a média dos suíços.
    E o clima da serra gaúcha com sua natureza e estrutura de hotéis, pousadas, restaurantes, parques, museus, etc é sim um excelente lugar para visitar.
    Ah, e no inverno a sensação térmica é sim como em alguns países da Europa.
    A arquitetura é inspirada na Europa porque a colonização da região é originada de lá, basta olhar para a maioria das pessoas residentes (e todos com muita alegria de ser brasileiros e de mostrar que esse país ainda pode ter jeito, mesmo que alguns como esse camarada não consigam ver que Gramado é o que é porque tem PESSOAS que se esforçam para fazer o melhor).
    Dá até pena ler um texto tão carregado de recalque e baixa auto estima como esse do tal “jornalista”. Se não tem cem reais para gastar em Gramado fica em casa olhando na Internet como é Zurique ou Bariloche.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 9:23 am
    Permalink

    Reclamar do transito e cidade cheia e depois dizer que as 23hs acaba tudo e fica abandonado?
    Se decide.
    Sugiro viver na avenida Paulista e esperar a neve lá então.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 9:14 am
    Permalink

    Já fui para Gramado algumas vezes, e também acho que a cidade vive de aparências e principalmente de restaurantes, parques, passeios de Maria Fumaça e tantas outras coisas carésimas. Os preços são muito salgados, e alguns hotéis estão “largados”, já não fazem mais tanta manutenção. Depois das 22:00 hrs você não encontra opções para fazer uma refeição por exemplo. A cidade é muito bonita, mas poderia ser mais acolhedora, melhorar sua infra e baixar a bolinha em relação aos altos preços praticados por todo o comércio e serviços.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 9:14 am
    Permalink

    Comeu o chocolate errado então kkkkkk Florybal e Caracol são divinos.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 8:50 am
    Permalink

    Amigo, se não gostou não precisa mais voltar! Nós, gaúchos que com muito prazer frequentamos a cidade para desfrutar da gastronomia dos milhares de restaurantes que não cobram 140 reais pela sequência de fondue e que são adequadamente iluminados, ficaremos felizes e aliviados em poder circular por ruas mais tranquilas e menos cheias de turistas!
    Vá ser feliz em outro destino!

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 8:47 am
    Permalink

    Vamos começar pelo que o texto, que de longe não é bom, mas que faz concordar que Sim, Canela é humilde e mais barato e linda de se ver; sim os preços de Gramado são altos.
    Agora não dá pra entender tu esculachar Gramado que é bem parecida com Campos do Jordão e não lembro de ter uma dissertação horrível para eles?
    Sim, Gramado é a nossa Suíça Brasileira; sim gostamos do nosso chocolate, talvez nem todos sejam do teu paladar, mas são bons se nao nao vendia; sim o Foundie é muito bom e tem diversas casas, se tu só foste num errou! O chocolate quente da Prawer tem uma consistência muito boa para o paladar.
    Faz assim não vem pra cá, avisa os amigos idiotas que leem tua matéria para nao virem para Gramado, avisa para ir para Campos do Jordão que é muito melhor! Assim sobra mais espaço para nós gaúchos. André Neves/ Químico/ Canoas-RS

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 8:44 am
    Permalink

    Acredito que a experiência vivida pelo Jornalista acima (diga-se de passagem de muito mal gosto) deve se dar pela falta de planejamento dele e da indisposição dele em vivenciar as coisas boas da cidade de Gramado e da região. Primeiramente os chocolates de Gramado tais como Lugano, Caracol, Prawer, Planalto, etc são de ótima qualidade e deve ocorrer que ele tenha comprado o mais baratinho na rua (por falta de dinheiro talvez).
    A cidade conta com um infraestrutura de tirar o fôlego e quase todos os hotéis e restaurantes possuem uma qualidade de dar inveja. Ele comeu um rodizio de fondue de R$ 140,00 reais, sendo que existem centenas de casas que oferecem um excelente rodízio ao preço de R$ 70,00, ou seja, pela metade do que ele pagou. Quase todos os lugares que ele frequentou são a parte “moderna” e contemporânea da atual Gramado, e não representa nem de longe a essência desta cidade. Ele sequer falou no lago joaquina, no lago negro, nos passeios rurais, no parque Knor, no mini mundo, e enfim, nas tantas coisas que ali estão presente.
    O que mostra a total falta de senso do jornalista é que ele delineia Gramado como algo isolado em si só, e toda pessoa que sabe sobe o Rio Grande, sabe que Gramado, Canela, Nova Petrópolis e outras cidades como Bento Gonçalves e Garibaldi, constituem juntas as cidades da serra gaúcha. Essas cidades todas dependem umas das outras e oferecem uma complexidade de atrativos, lugares, culinária, afazeres e belezas naturais que nenhum outro lugar do país pode oferecer. Quando ele olha somente para a cidade e levanta as críticas todas, mostra que sua capacidade cognitiva está totalmente afetada e que ele tende a fracionar a realidade. Mostra também que possui uma séria tendência a relativizar as coisas a um nível infantil e prematuro e que de turismo nada entende. Pode ter ido a Bariloche, pode ter ido ao Chile e até mesmo a Suíça e até mesmo para qualquer canto do mundo, mas isto não lhe torna nada “expert”, pois sequer sabe apreender, compreender e captar a relativa cultura de cada lugar.
    Um grande abraço!

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 8:39 am
    Permalink

    Minha família ficamos 4 dias em canela. Concordo com tudo nessa reportagem
    Na estrada de gramado a canela era horrível não se pode andar na velocidade permitida que os moradores locais só faltam te matarem , pois eles querem voar. Mas ainda não sei o que é pior entre os funcionários extremamente desmotivado ou os preços absurdos das atrações oferecidas. No quarto dia em GRAMADO voltei correndo para casa aonde me senti mais seguro.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 8:13 am
    Permalink

    … é claro que Gramado não é perfeita, sim a cidade é cara, mas tu quer o que? Quer que o governo tabele os preços? LIVRE MERCADO, lei da procura e oferta …Acho que a questão seria outra, Gramado é para brasileiros …as pessoas querem caminhar ao ar livre sem ser assaltadas, querem poder andar nos carros com o vidro aberto, até esperar no lado de fora do restaurante tranquilamente …isso é algo tão raro no Brasil …acho que os caras são loucos, investem em museus, parques, etc, sem incentivo, sem BNDES …sabe o que é empreender no Brasil? Pois é, os caras são loucos …mas vai lá, investe em uma chocolateria, coloca mais cacau ao teu gosto e cobra baratinho, aí sim vou dar razão ao amigo.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 7:47 am
    Permalink

    Moro a 70km de gramado, e noto que os turistas estão sendo levados nos lugares errados por preços abusivos. Talvez as agências receptivas de turistas estejam fazendo isso visando somente o lucro. Pois como conheço toda a cidades, citando apenas alguns exemplos, como fondue por 40,00 a 50,00 reais por pessoa, tem hospedagens baratas e
    .pousadas e hotéis não tão famosos, mas tão bom quanto, e a noite tem bares muito legais para se ir, porém dificilmente se vê turistas……fica a dica

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 7:40 am
    Permalink

    Vou com regularidade a Gramado e a matéria não condiz com a realidade. Tem gastronomia para todos os bolsos, cidade limpa e organizada. Observa-se claramente o respeito ao plano diretor com multi atrações turísticas incluindo-se cidades vizinhas como Canela e outras. Penso que a matéria tem vies de querer denegrir a imagem de Gramado em benefício de outras

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 7:26 am
    Permalink

    Bem, concordo e discordo ao mesmo tempo. Vir a Gramado no final do verão foi o maior erro e isso é sabido por todos.
    Como cordialmente quanto aos preços, realmente o pessoal explora o turista.
    Conheço Campos do Jordão e lá padece dos mesmos males, com um agravante: o clima lá sempre é mais quente que aqui no sul então, muitas críticas valem para lá de igual forma.
    Um ponto que concordo, é quanto aos tais ” museus” que nada tem de interessante a não ser explorar uma ideia é encher um espaço com réplicas mal acabadas.
    De resto acho que o tal jornalista veio fazer seu trabalho em período de TPM..

    Resposta
    • 27 de julho de 2017 em 3:53 am
      Permalink

      Na verdade Campos do Jordão tem a menor média de temperatura anual do país, inclusive se vc abrir amanhã seu aplicativo de clima buscar por Gramado e Campos vai ver que aí passa fácil dos 20 graus enquanto aqui a máxima está em 18 nessa semana… Gramado tem mt que crescer e parar de se ancorar em Canela, ela sim deveria ser reconhecida.

      Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 6:35 am
    Permalink

    Essa é a primeira vez que vejo alguem falar mal de Gramado. Tem trânsito? Tem. Tem restaurantes caros? Tem. Tem café colonial ruim? Tem. Quanto ao Trânsito, é possível fazer a caminhada da avenida das hortênsias a pé. Em relação aos restaurantes, é só perguntar a um guia turistico ou ate mesmo a uma pessoa que mora nas localidades. Falaste dos Museus, mas não citaste o mundo a vapor, o mini mundo, o lago negro, o parque caracol, que são o diferencial de gramado. E nessa “cidade cenográfica” não há figurantes, mas seres humanos simpáticos e calorosos que lá moram e te tratam com muito carinho. As mulheres vestidas com roupas típicas italianas e alemãs servem para retratar a forte influência das colonizações alemã e italiana em Gramado, que é maravilhoso, é lindo, mas nao é perfeito e eu sempre recomendo.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 6:15 am
    Permalink

    Se o Jornalista equivocadamente em muitos pontos mal humorado infeliz e mal informado em muitas de suas colocações não gostou de Gramado e gostou mais de Canela, que vá a Canela então, mas que com certeza achara muitos pontos negativos também , pois talvez os maiores pontos negativos esteja dentro de si mesmo no bom senso da sua avaliação, tudo tem que ser ponderado e idealizado levando em consideração uma realidade e uma limitação física do lugar, como todo lugar que visitamos vc pode fazer escolhas de ir ao Fondue de 140reais ou ir em um Buffet a kilo que temos em Gramado também por sinal muito bons, de transitar de carro em dias de movimento pelas ruas do centro ou optar por um passeio de bicicleta Gramado tem também por sinal muito mais ecologico como é o apelo do excelentíssimo profissiinal, por optar por locais fechados ou um passeio pela zona rural de Gramado que eh muito extensa e com muita natureza disponível degustação inclusive sem cobrança apenas gentileza de sua população rural gentil e amável com os que merecem, então concluo eu que o que falta é informação e capacitação desse profissional para escrever uma matéria sobre Gramado que tem seus problemas como qualquer outra cidade, mas que é infinitamente melhor que o conteúdo infeliz gracioso maldoso rancoroso e com muita mas muita falta de informação que é o mínimo que um profissional capacitado teria que ter antes de escrever uma matéria sobre Gramado ou sobre qualquer outro lugar, quanto a qualidade da reportagem sugiro fazer matérias sobre a feira da redenção em Poa ou a Feira de automóvel no BIG na Sertório , pois para fazer uma matéria sobre Gramado esse profissional teria que estudar muito mais mas muito mesmo sobre Gramado e suas atrações ou capacitação de receber o Turista que em 90% dos casos sempre retornam, por isso das ruas e restaurantes sempre cheios nas suas temporadas de férias ou eventos felizmente e a nossa cidade a escolhida , portanto humildemente agradecemos as informações embora pobres de conteúdo para que possamos melhorar os pontos fracos e trazer ainda mais visitantes que apos sua estada muitos adquirem imóveis na cidade e ate migram de suas cidades para residir em Gramado.

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 5:26 am
    Permalink

    Algumas coisas fazem até sentido, mas a maioria não. Os chocolates em Gramado em sua maioria são ótimos, não generalize!
    O trânsito pode ser difícil, isso eu concordo.
    Agora, quanto as outras opções de atrações, é só você pesquisar um pouquinho sobre elas e você não teria uma teria uma visão tão negativa assim não… pq a maioria das pessoas adora esses lugares e quer voltar, mas não dá pra esperar isso de todo mundo não. Se você gosta de sol, praia, ar livre, balada etc, seu lugar realmente não é Gramado – e a culpa nao é da cidade – e você que escolheu o destino errado pra sua viagem. Faltou pesquisar…

    Resposta
  • 25 de julho de 2017 em 1:58 am
    Permalink

    Sr Eduardo Vessoni. Estás muito enganado e mal intencionado. Cidade linda; limpa, segura, com restaurantes pra todos os gostos e bolsos; hotéis desde econômicos até os mais luxuosos. Atrações o ano todo. Se vc acha alto o valor dos ingressos procura outras cidades mais em conta. Totalmente infeliz e ridículo teu comentário que é totalmente diferente da realidade.

    Resposta
  • 24 de julho de 2017 em 11:31 pm
    Permalink

    Bem isso mesmo gramadobleva a fama em quanto canela tem os mais belos pontos turísticos e sem contar que gramado so tem aqueles filinhis de papai se achando os riquinhos mais metidos.canela sim tem seus pontos turisticos no ar livre que vale a pena pra que mais lindo que o parque do caracol o alpen park o parque da ferradura o castelinho gramado so os bundinha metidos a besta

    Resposta
  • 24 de julho de 2017 em 10:55 pm
    Permalink

    Eu vou para Gramado umas 4 vezes por ano,amo a cidade e concordo com tudo que o Caique escreveu.Acho só que ele esqueceu de mencionar o valor irreal dos imóveis.

    Resposta
  • 24 de julho de 2017 em 10:42 pm
    Permalink

    O artigo tem muitas verdades. Típicas do sub.desenvolvimento cultural do brasileiro.
    Mas me cheira a encomenda de CAMPOS DE JORDÃO.

    Resposta
    • 25 de julho de 2017 em 1:23 pm
      Permalink

      Também pensei isso!!!

      Resposta
    • 25 de julho de 2017 em 1:47 pm
      Permalink

      Os comentários do jornalista são muito mais do que verdadeiros. Gramado é isso mesmo que ele relatou e ponto.

      Resposta
    • 25 de julho de 2017 em 3:26 pm
      Permalink

      Batata!!!!!!Concordo plenamente qto a Campos do Jordao que jamais chegará aos pes da Serra Gaúcha!
      Há sim exploracao com valores altos.
      Continuo gaúcha e adorando Gramado. Faço as escolhas que cabem no meu bolso ou que acho justas.

      Resposta
    • 25 de julho de 2017 em 4:49 pm
      Permalink

      Conheci Campos do Jordão esse ano e me decepcionei. Prefiro mil vezes Gramado, e olha que ainda prefiro Canela.

      Resposta
  • 24 de julho de 2017 em 10:28 pm
    Permalink

    Eu viajei para gramado em agosto do ano passado…e penso igualzinho o autor desse texto…Infelizmente o meu sonho em conhecer tal Lugar, foi totalmente decepcionante…Não vi nada de tão especial assim…existem lugares mais interessantes que Gramado!Se fosse para voltar eu n voltaria mais…

    Resposta
    • 25 de julho de 2017 em 11:17 am
      Permalink

      Concordo. Há problemas sim, mas sem exageros, por favor.

      Resposta
  • 24 de julho de 2017 em 9:56 pm
    Permalink

    Uma boa sugestão para o amigo. NÃO VENHA MAIS! Pois, essa visão além de completamente irreal, beira o ridículo.

    Resposta
    • 25 de julho de 2017 em 5:46 pm
      Permalink

      Concordo, fica em casa, vai visitar o rio de janeiro.

      Resposta
    • 25 de julho de 2017 em 7:32 pm
      Permalink

      Moro na Itália já fui a gramado e achei tudo caro sem gosto e sei o que é neve ,tenho idade suficiente para saber o que é bom e gramado não é um lugar que eu volto! E olhe que sou gaúcha ,mas detestei gramado!

      Resposta
  • 24 de julho de 2017 em 9:22 pm
    Permalink

    Boa Noite Penso que esse seu comentário sobre Gramado não tem fundamento a única certeza que tenho com a experiência de anos no Turismo é que vc que não conheço, deve ter vindo a Gramado e não ganhou passaportes e entradas nos parques gratuito, cortesias em Restaurantes por isso que esta tentando denegrir a imagem de Gramado. Porque vc como Jornalista deve ter apresentado uma carteirinha que não foi validada. Por isso esse rancor. Porque Gramado é muito maior que qualquer pessoa que queira falar mal…

    Resposta
    • 25 de julho de 2017 em 8:26 am
      Permalink

      Concordo com o jornalista,sou gaucha a muitos anos deixei de ir pra Gramado por me sentir roubada,preços muito alto pra atrações muito ruim. Passei uma grande vergonha com a visita de um casal filhos de amigos de Belem do Pará ,que vieram passar férias em Gramado de 15 dias acabaram ficando somente 3 dias na cidade e saíram muito irritados por ser muito mais caro que os parques da Disney,refeições muito caras e mal atendimento oferecido. Terminaram suas férias visitando as atrações do Vale dos Vinhedos,Sinos e POA ,adoraram e saíram felizes por conhecer uma cultura,um povo muito hospitaleiro. O casal que viajaram pra cá,já viajaram pra vários países em torno do mundo e Brasil. Deixa o estado do RS bem tristes com a cidade de Gramado e falando bem de Canela, Região dos Vinhedos e Grande Porto Alegre,pelas belezas,educação e atrações.

      Resposta
    • 25 de julho de 2017 em 11:57 am
      Permalink

      Achei seu comentário totalmente absurdo! Penso que, ou voce nunca visitou os lugares mencionados, ou voce nunca teve uma experiencia diversa para poder comparar. Moro perto, e vamos seguidamente a Canela. Gramado só de passagem, quando vamos a Nova Petrópolis, outro lindo destino da nossa serra.

      Resposta
    • 25 de julho de 2017 em 4:49 pm
      Permalink

      realmente é a breguice, cidade fake, chocolate horrivel,artesanato pessimo, preços fora da casinha, um festival que já era, vale dos vinhedos da de 10. sem a imitação mal feita e sem a dita “neve” que muitos sonham em encontrar por lá.

      Resposta
    • 25 de julho de 2017 em 7:25 pm
      Permalink

      Amo Gramado, Canela e a Serra Gauch, creio que além de um “gosto” pra lá de refinado e certamente muito dinheiro no bolso esta pessoa deveria parar de fazer comparações de um país como o Brasil com todos os lugares (e parece-me que o objetivo real da crítica é demonstrar o quão conhecedor do mundo glamouroso ele é) no qual ele se esbaldeia e se deslumbra todo. Pare de humilhar o pobre viajante brasileiro que não tem condições de fazer as viagens que vc fez e faz. Por que não reclamou pessoalmente quando lá foi? Não comprei nenhum passaporte, não fui a nenhum destes
      passeios absurdos e ridículos mencionados, mas a escolha foi minha, dei preferência ao que achei essencial e não ao divulgado pela mídia! GRAMADO É MARAVILHOSO!

      Resposta
  • 24 de julho de 2017 em 9:08 pm
    Permalink

    Por isso prefiro Canela, restaurantes com preços mais acessíveis, Gramado e muito artificial, Canela e mais natural e os chocolates de Gramado são uma baita enganação, deveriam até ser analisados para ver qual a quantidade de chocolate e a composição.

    Resposta
  • 24 de julho de 2017 em 7:44 pm
    Permalink

    Muitos comentários pertinentes e que fazem despertar o alerta, mas outros tantos comentários foram alçados por pura ignorância do redator. A generalização barata dos chocolates (provou um e balizou os demais a partir dessa experiência) foi dose. A reclamação pelo preço do fondue também foi, no mínimo, amadora para um jornalista.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *