Leonid Streliaev é o patrono da 22° Feira do Livro

O jornalista, fotógrafo e editor de livros de arte, Leonid Streliaev, é o patrono da 22ª Feira do Livro de Gramado, que ocorre de 6 a 16 de setembro de 2018. Streliaev reside há 10 anos na cidade, quando iniciou a produção do livro “Gramado-Brasil”, em parceria com o escritor Luis Fernando Verissimo. A editora do fotógrafo, instalada na cidade, foi a primeira de Gramado.

De acordo com o secretário da Cultura, Allan John Lino, Streliaev foi escolhido por sua afinidade com o município e pela representatividade da sua atuação profissional no Estado. “A escolha por Leonid foi baseada no trabalho que ele desenvolve há anos em Gramado, por sua solidariedade cultural e também seu conhecimento em literatura”, justifica o secretário.

A primeira ação do patrono será a doação do livro “Gramado-Brasil” a todas as escolas municipais. O livro tem o objetivo de divulgar, a nível internacional, a cidade como destino turístico. Em razão das parcerias locais, Gramado foi o primeiro município a ter o seu livro publicado.

“O livro é um grito de amor a Gramado, que ficará reiterado no futuro e mostra os valores da nossa terra. Tem gente que fotografa com palavras e outros escrevem com imagens. Ser patrono da Feira do Livro não passará em branco, preto e nem em colorido. O livro é eterno, ser patrono é momentâneo”, expressa Leonid Streliaev.

Streliaev editou no município “Gramado-Brasil ” (2ª edição, 2012) e recentemente o livro “Rio Grande do Sul-Edição Especial” (2016). Os próximos lançamentos serão os livros “Vinhos da Campanha Gaúcha” e “Informe Olhar Especial”, o último com o jornalista Tulio Milman. Ambas as publicações serão totalmente produzidas em Gramado: textos, layout, editoração, tratamento das imagens, pré-impressão, tradução, logística, distribuição, assessoria de imprensa.

A 22ª Feira do Livro de Gramado é uma promoção da Prefeitura de Gramado, por meio da Secretaria da Cultura.

Leonid Streliaev

Leonid foi fotógrafo nas revistas Veja, Exame, O Estado de São Paulo e O Globo. A maioria de seus livros recebeu prêmios e reconhecimentos por parte das autoridades culturais gaúchas.

Ganhou o Prêmio da Associação Paulista dos Críticos de Arte de “Fotógrafo Brasileiro do Ano”; Troféu “O Guri”, em 2016; “Medalha do Mérito Riograndense”, outorgada pelo Governador do Estado; OURO Prêmio Colunistas 2010, pelo Livro Oficial do Centenário do S. C. Internacional.

Foi convidado por duas ocasiões a expor seus trabalhos na Bienal de São Paulo, isento de júri; na I Bienal de Fotografia de Curitiba e pelo MASP, na Coleção Pirllei de Fotografia.

Em Londres, expôs individualmente na “The Photographers Gallery”. Em 2014, ganhou o prêmio Comenda das Hortênsias, concedido pela Prefeitura Municipal de Gramado.

Também traz em seu currículo, a experiência de presidente da TVE do Rio Grande do Sul. Foi elogiado por grandes nomes, como Luis Fernando Verissimo: “o maior e melhor trabalho de documentação cultural do Rio Grande, em qualquer área e época”.

Entre seus livros estão “O Rio Grande de Erico Verissimo”, escolhido como livro do ano; “Rio Grande do Sul”, o qual recebeu o Prêmio Cultura Gaúcha; “Identidade” com o Prêmio Expressão Gráfica Abrigaf; “Porto Alegre-Brasil” com o Prêmio Joaquim Felizardo, em 2012 e, por fim, “Gramado Brasil” recebe Prêmio Colunistas-Ouro, em 2013.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *