Politica
27/07/2016 19:46

O jornalista e ex-secretário de Planejamento de Gramado, Roque Tomazeli, deixou o PMDB nesta quarta-feira (27). Em conversa com este jornalista, Roque disse que sua decisão de sair do partido não foi fácil, mas a solução mais viável que encontrou no momento, para tratar de sua defesa, no processo em que é acusado de dispensar licitação, em 2013, para a aquisição do Centro Comercial Vila Olímpica, onde seria construído o Centro de Saúde da Várzea Grande.

A denúncia refere-se ao tempo em que era secretário de Planejamento e também envolve o prefeito de Gramado, Nestor Tissot; o secretário de Saúde, Jeferson Moschen; e os empresários Clarindo Tissot e Gentil Tissot, além do engenheiro Neuri Elias Donin.

"Estou saindo do PMDB para deixar todos bem a vontade. Entendi que a minha presença poderia constranger os candidatos da oposição. Me desligo para tratar da minha defesa. Esse processo Poderá ser objeto de discussão na campanha e não quero estar em fogo cruzado. Depois que me livrar desse processo é provar minha inocência, aí pensarei novamente em política", frisou Roque.