Politica
09/09/2019 18:52

A vereadora Manu da Costa (PRB) fez um desabafo na tribuna da Câmara de Gramado, na sessão desta segunda-feira, dia 9. Ela solicitou a retirada do seu nome da Mesa Diretora, por não concordar com a forma que o presidente Rafael Ronsoni (Progressistas) vem conduzindo o Poder Legislativo.

”A condução de uma Mesa Diretora deve ser com decisões conjuntas. Isso não tem acontecido. As decisões tem sido tomadas de forma unilateral, sem levar em consideração a opinião dos outros vereadores. Nunca vi uma Mesa Diretora ser tão desrespeitada”, disse Manu.

“Dei um voto de confiança ao presidente, mas ele tem agido de forma desrespeitosa com os vereadores e com os funcionários. Ameaçou não dar férias para os servidores enquanto a audiência pública da Operação Urbana Consorciada da Vila Suíça não ocorresse. Deu férias para a procuradora Sonia Molon, afastando-a da Casa. Ameaçou a vereadora Rose Ecker usando o nome do promotor Max Guazelli. Interferiu no trabalho das comissões. Ameaçou a vereadora Andreia Reck, que estava no meu lugar, enquanto tirei licença. Ela queria aprovar o projeto do Lago Carniel, mas o presidente pediu vistas só parra prejudicá-la. Isso é antidemocrático, antiético. Não compactuo com essas coisas. Por isso e muito mais que peço minha saída da Mesa Diretora. Se estou falando alguma mentira, que outros vereadores subam na tribuna e me contradigam”, finalizou Manu da Costa.