Politica
09/09/2019 20:12

O presidente da Câmara de Gramado, Rafael Ronsoni (Progressistas),rebateu as declarações da vereadora Manu, que o acusou de atropelar o trâmite de projetos e ameaçar vereadores e servidores.

“Todo trâmite dos projetos obedecem rigorosamente os ritos da Casa. O regimento tem que ser respeitado, assim como a comunidade. Os moradores da Vila Suíça fizeram vários pedidos em relação ao projeto da Operação Urbana Consorciada e todos foram acatados. Assinei a favor da comunidade as emendas solicitaras. Das 11 emendas, cinco foram feitas por mim e o restante pelos demais vereadores. Minhas emendas garantem que os recursos de contrapartida do empreendedor sejam totalmente aplicadas no Parque das Orquídeas. Como presidente tenho agido conforme o regimento desta Casa”, declarou Ronsoni.

Mele afirmou que não foi procurado pela vereadora para dialogar. “Ela diz que está aberta ao diálogo, mas em nenhum momento me procurou. Tenho 20 anos de Legislativo e sei o que estou fazendo. Não uso esta Casa para me beneficiar. Só falo o que tenho documentação. Peço que sejam verdadeiros. Ela sabe do que estou falando, mas se quer ir por essa linha, eu não tenho problema com isso. Sobre ameaças, isso não é verdade. Pedi vistas ao projeto do Lago Carniel porque eu não iria ir contra a legislação. Precisava estudar mais o projeto, pois trata-se de um caso em que o presidente também vota”, pontuou Rafael Ronsoni.

Quanto a audiência pública, Ronsoni disse que não é o presidente que marca e sim as comissões. “Não participei de nenhuma reunião das comissões, como posso ter interferido? O vereador Professor Daniel, que é presidente de comissão, pode dizer se alguma vez eu interferi. Esse projeto da OUC Vila Suíça é recordista de tempo de discussão nesta Casa. O projeto tramitou regularmente conforme determina a lei”, finalizou o presidente da Câmara.